Artigo de Guilherme André
02-10-2019

É um dado adquirido que os propulsores elétricos estão cada vez mais presentes tanto em veículos de duas rodas. Este facto tem “obrigado” grande parte das empresas especializadas em modificações a ajustarem-se aos tempos. Perante isto, a Droog Moto, uma companhia conhecida pelas motos modificadas, decidiu dar o primeiro passo nos propulsores elétricos com a E-Scrambler.

Leia ainda: Hitch Hotel, a primeira caravana extensível sem rodas

Para começar, escolheram a Brammo Empulse R – uma moto que se vende em Portugal – e construíram uma obra de arte preparada para os trilhos fora de estrada. Relativamente ao propulsor elétrico, a potência é de 40 kW (cerca de 55 cv) e está associado a uma caixa de velocidades de seis velocidades. Esta solução tem como principal objetivo dar as sensações de condução de uma moto convencional.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

A denominada “Silent Assassin”, recebe um depósito de combustível falso que serve de proteção para as baterias. Ainda assim, na zona superior esquerda, recebe a chave de ignição, uma solução idêntica às motos com motor convencional. Para além disso, a E-Scrambler foi equipada com um farol dianteiro em LED e, logo em baixo, ganha um guarda-lamas feito à mão. Por fim, os pneus cardados Continental TFC 80, aumentam a tração quando se desafia terrenos mais difíceis.

Percorra a galeria e conheça a E-Scrambler elétrica da Droog Moto.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top