Artigo de Guilherme André
30-11-2019

Os leilões de automóveis são férteis em matéria de raridades ou histórias interessantes. De facto, desde os mais clássicos aos mais recentes há, na grande maioria, algo que o torna ainda mais valioso e mais do que um simples carro. Desta vez falamos de um Aston Martin Virage Volante produzido em 1994 que pertenceu ao Príncipe Carlos durante 14 anos. E porquê um Aston Martin? A resposta é simples. A marca britânica fornece veículos para a família real desde 1954, sendo este exemplar um dos mais afamados.

Aston Martin Virage recebeu várias melhorias

Quando saiu de fábrica em 1994, estava pintado com a cor racing green e equipado pelo 5,2 lt V8. No entanto, enquanto esteve na posse do Príncipe Carlos recebeu várias melhorias, nomeadamente o aumento de cilindrada para os 6.3. Assim, conseguia atingir uma velocidade máxima de 282 km/h. Para além disso, a publicação afirma que este veículo está munido de um compartimento especial para, imagine-se, guardar os cubos de açúcar para dar aos cavalos nas provas de polo.

Leia ainda: Jannarelly Design-1, o desportivo que homenageia os clássicos de Le Mans

Em 2008 foi devolvido pelo príncipe à marca britânica que o manteve em exposição em Gaydon, Reino Unido, até ser comprado por um cliente anónimo em 2012. Por fim, o Aston Martin Virage vai ser leiloado no dia 7 de dezembro de 2019 num evento da Bonhams. A licitação base está situada nos 322 mil euros, mas espera-se que atinja um valor bastante superior.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Percorra a galeria e conheça o ex-carro do Príncipe Carlos.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top