Artigo de Guilherme André
24-01-2020

Quando se fala em desportivos clássicos, rapidamente pensamos em carros de três portas, dois lugares, pouco espaço e feitos para agradar apenas o condutor. Mas será isto demasiado redutor? Pensamos que sim. Desta vez relembramos um verdadeiro desportivo, mas que surpreendeu por ser… uma carrinha. Falamos da Audi RS2, a pioneira da sigla RS. Quando se começou a pensar nesta carrinha, a Audi não possuía um departamento desportivo, um detalhe que acabou por não ser um problema. A marca de Ingolstadt foi pedir ajuda à Porsche.

Leia ainda: Fiat Uno Turbo i.e., o pequeno diabo com rodas que marcou os anos 90

Para tal, enviaram uma Audi S2 Avant quattro que era, basicamente, uma carrinha de tração integral com 230 cavalos, números expressivos para a época. Mas a Porsche fez questão de deixar o cunho próprio e não se poupou a esforços. Começando pela “jóia da coroa”, o cinco cilindros 2.2 lt turbo, fizeram uma autêntica revolução onde se inclui um turbo de maiores dimensões. Assim, o motor passou de 230 para 315 cavalos, valor debitado pela nova RS2.

Veja o vídeo:

Audi RS2 tem uma aceleração impressionante

Quando comparado com valores atuais parece pouco. Porém, de relembrar que esta carrinha era capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 4,8 segundos e atingir 262 km/h de velocidade máxima. Ainda assim, há um outro título que esta carrinha de família se pode orgulhar. De acordo com um teste da Autocar, a carrinha consegue chegar dos 0 aos 50 km/h em 1,5 segundos. Este tempo foi melhor do que o conseguido pelo “todo poderoso” McLaren F1.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Ainda ao nível mecânico a Porsche manteve o mítico sistema de tração integral quattro. Ainda assim, melhorou a travagem e suspensão. Ao nível estético destaca-se o para-choques dianteiro e as jantes com um look “à Porsche”. No interior, os bancos são também da marca de Estugarda. Foram acrescentados ainda alguns detalhes em fibra de carbono. Em suma, a Porsche queria que esta criação refletisse aquilo que a marca é. Ou seja, trabalharam até ao último detalhe sempre com a performance em mente.

Veja também: Volkswagen Polo G40, o desportivo endiabrado de som inconfundível

Como esteve apenas um ano no mercado e só foi produzido na versão Avant, a RS2 é um ícone ao alcance de apenas alguns. Certo é que se tornou num dos modelos mais icónicos do mundo e desejados por vários colecionadores. Em Portugal são conhecidos alguns exemplares com preços a rondar os 40/50 mil euros, números idênticos aos praticados quando a carrinha era nova.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top