Artigo de Guilherme André
22-08-2019

É quase impossível percorrer as ruas de Lisboa ou Porto sem se deparar com uma trotinete elétrica para alugar, chegando até, a atrapalhar a passagem. Para além disso, a logística de empresas como por exemplo a Lime ainda é muito embrionária. De facto, isto criou um “emprego” a pessoas que não se importam de recolher de forma manual as trotinetes espalhadas pela cidade e carregá-las em casa.

Leia ainda: Tom Tom aposta em ferramentas para gerir autonomia de elétricos

Para facilitar o processo de recolha para carregamento, a empresa chinesa Segway-Ninebot apresentou uma tecnologia inovadora que pretende melhorar a logística relacionada com as trotinetes elétricas, ao levá-las até ao posto de forma autónoma.

Veja o vídeo:

A Segway KickScooter T60 está equipada com inteligência artificial e sensores. Deste modo, consegue evitar os obstáculos que apareçam durante o percurso até ao posto de carregamento. Para além disso, as empresas que adquirirem este produto vão também receber um controlo remoto (tal como mostra o vídeo) que permite monitorizar todo o percurso.

A nova trotinete elétrica autónoma vai custar quatro vezes mais do que as tradicionais

Ainda assim, esta tecnologia tem um preço acrescido em relação às atuais trotinetas no mercado. De facto, a empresa diz que esta trotinete elétrica vai custar 1400 dólares (cerca de 1260 euros). Este valor é cerca de quatro vezes superior aos modelos comercializados pela marca.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

A Segway-Ninebot surgiu em 2015 como uma união de forças de duas empresas norte-americana e chinesa respetivamente. Desde então tornaram-se num dos maiores fornecedores de soluções de mobilidade. Só no ano passado venderam mais de 1,6 milhões de trotinetes.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top