Artigo de Equipa Automundo
19-02-2020

Há quem diga que a saga Need for Speed anda a perder fulgor nos últimos anos. Talvez por isso, a Electronic Arts vai entregar o jogo ao estúdio Criterion Games. Estes são os responsáveis pela série Burnout e Black, considerado um dos melhores first-person shooters lançado na geração da PlayStation 2.

Aproveite já este bónus de 50 euros para apostar. Registe-se aqui

O Need For Speed é uma das sagas de videojogo com mais história. Depois de 25 anos de muita personalização e velocidade, chega o Heat, a mais recente criação que cruza o tunning com a adrenalina das “street race” e, obviamente, perseguições policiais. Os fãs da afamada série já podem conhecer um novo mapa, o Palm City, visto que o jogo já se encontra disponível, desde dia 8 de novembro para PC, PS4, e Xbox One. Need For Speed Heat bate recordes logo na primeira semana.

Leia ainda: Ford GT40 que entra no filme “Ford v Ferrari” vai a leilão

No entanto, não marca apenas o regresso depois de mais de um ano de ausência. De facto, a Ghost Games, divisão da Electronic Arts encarregue encarregue de desenvolver esta série, confirmou que o NFS Heat teve a melhor estreia de sempre da série. “Need for Speed Heat estabeleceu um novo recorde para a primeira semana com mais jogadores a jogar este jogo do que qualquer outro jogo NFS nesta geração,” diz a Ghost Games.

Need for Speed Heat está dividido entre dia e noite

O Heat aposta forte num esquema de mapa aberto para exploração com diferentes provas distinguidas por disciplinas (velocidade, drift ou todo-o-terreno). Ao correr vai ganhando dinheiro, mas também fama, dois dos pontos mais importantes do jogo. Para além disso, será dividido em duas fases: dia e noite. Quando o sol está presente as corridas são completamente legais com pistas delimitadas, onde o jogador corre por dinheiro.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Já quando a lua aparece as corridas tornam-se ilegais. Estas são, maioritariamente, para ganhar fama, sem esquecer que a polícia está presente para tentar travar os mais destemidos. O jogador é que escolhe se pretende correr de dia ou de noite.  Mas relembramos que há provas exclusivas para cada fase do dia.

Leia ainda: 5 razões para escolher a Betano.pt como o seu site de apostas de eleição

Por fim, ao nível de veículos o Need For Speed Heat está recheado de boas opções. Como exemplo, pode ter um Ferrari Testarossa de 1984, passando por um Nissan Skyline de 1971. Sem esquecer o Porsche 911 ou o Polestar 1, um veículo que ainda nem está disponível no mercado “real”. De relembrar que a Electronic Arts disponibiliza uma aplicação para smartphone que permite personalizar os veículos.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top