Artigo de Guilherme André
30-09-2019

Quando falamos de desportivos compactos dos anos 80, temos de considerar o 205 GTI um dos melhores, senão mesmo o melhor. Não era o mais veloz nem o mais fácil de conduzir, no entanto, era um veículo exemplar em todos os aspetos. Mesmo quando a a Peugeot decidiu acabar a produção em 1993, a popularidade não foi esquecida. Uns passaram pela fase de um bom e barato veículo de track day, enquanto outros continuam na sua forma inicial.

Leia ainda: 10 carros que continuam a apostar em caixa manual

Para quem preservou a originalidade deste modelo, têm um carro que se tornou num pedaço da história automóvel francesa. De facto, há cada vez mais pessoas que não se importam de gastar grandes quantias de dinheiro por veículos genuínos e com história como o 205 GTI. Vingou nos ralis (na poderosa versão T16) e nas estradas com uma combinação quase perfeita de baixo peso, motores carismáticos e uma dinâmica realmente boa.

Peugeot 205 GTI recebeu dois motores

Há várias versões do GTI e todas elas são boas de se comprar. Numa primeira fase surgiu o 1.6 com 105 cv que, dois anos mais tarde, recebeu um aumento de potência para 115 cv. Ainda assim, o motor mais desejado é, sem dúvida, o 1.9 com 130 cv, uma configuração que retira sorrisos a qualquer um.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

A aceleração dos 0 aos 100 km/h era feita em 7,8 segundos e tinha como velocidade máxima anunciada, 198 km/h. Tendo em conta o aumento de potência, a Peugeot teve a decência de equipar travões de disco nas quatro rodas e aumentou o requinte do interior com apontamentos em pele e vidros elétricos de série. Contudo, já perto dos últimos anos de vida, o fabricante francês adicionou um catalisador ao 1.9 o que reduziu a potência para 122 cv.

Veja o vídeo:

O desportivo passou por três diferentes fases

O Peugeot 205 GTI passou por dois ligeiros restylings e uma melhoria ao nível mecânico. O primeiro, conhecido por fase 1,5, intoduziu um tablier mais moderno, volante de três arcos, plásticos de maior qualidade e diferentes tipos de revestimento.

Veja também: Fazer todo-o-terreno de Lamborghini Gallardo? Sim, é possível

Ao nível de melhorias, a Peugeot decidiu equipar o 205 GTI com uma nova caixa de velocidades, um sistema de escape trabalhado e disponibilizou a direção assistida como opcional. Por fim, a considerada fase 2, alterou alguns detalhes estéticos e acrescentou à lista de extras o ABS.

Atualmente são cada vez mais raros, o que tem inflacionado o preço. Se olharmos para as versões equipadas com o motor 1.6, os preços podem variar entre os 6000 e os 13 500 euros. No entanto, se quiser o 1.9, terá de desembolar valores superiores a 10 mil euros.

Percorra a galeria e recorde um dos desportivos mais adorados dos anos 80.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top