Artigo de Guilherme André
04-12-2019

O mercado automóvel chinês é conhecido por criações, por vezes, demasiado aproximadas com algumas das marcas mais conhecidas da indústria. Exemplo disso é o Hunct Cantice, que mais parece um Range Rover com ligeiras alterações estéticas. No entanto, desta vez, falamos do Qiantu K50, um carro elétrico que parece ter o Tesla Roadster como base de inspiração. No entanto, se por um lado o elétrico norte americano custa aproximadamente 200 mil euros, este Qiantu é certamente uma versão low-cost, já que custa apenas 80 mil euros.

Veja o vídeo:

Qiantu K50 tem alguns detalhes idênticos ao Tesla Roadster

O elétrico foi construído pela CH Auto, empresa chinesa que desenvolve tecnologia para terceiros. Começando pela estética, é possível observarmos semelhanças com o Roadster da Tesla. Desde logo pela silhueta, mas também pelas linhas do capot. De salientar que a carroçaria é feita em alumínio e revestida em fibra de carbono. O interior não é tão minimalista como nos carros da Tesla, mas mesmo assim sobressai o ecrã tátil central que mais parece um tablet. Ainda assim, merece destacar o revestimento em Alcantara e couro. A “manete de velocidades” serve apenas para ativar os diferentes modos de condução.

Leia ainda: Kalashnikov troca as armas pelas duas rodas com esta café racer

Passando para o método de propulsão, o Qiantu K50 está equipado com dois motores elétricos que debitam um total de 435 cv e 580 Nm de binário, algo que permite acelerações dos 0 aos 100 km/h em 4,6 segundos, enquanto a velocidade máxima é limitada a 200 km/h. Estes valores são inferiores, por exemplo, do Model 3 Performance. O Qiantu K50 está equipado com uma bateria de iões de lítio com 78,84 kWh de capacidade, garantindo uma autonomia de 380 km no ciclo NEDC. No entanto, de salientar o carregamento de bateria até 80% em 40 minutos quando recorrendo a um carregador rápido.

Veja também: Tesla Cybertruck e mais 12 carros que surpreenderam pelo design

Por fim, sabe-se que as primeiras entregas do Qiantu K50 devem começar em meados de 2020 em alguns mercados mundiais. Contudo, dizem que apenas serão produzidos 1000 exemplares numa primeira fase, quase como um “estudo de mercado”. O preço anunciado é o já mencionado 80 mil euros, porém, com os devidos impostos, pode facilmente ultrapassar os 100 mil euros.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Percorra a galeria e conheça o carro chinês.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top