Artigo de Equipa Automundo
10-01-2018

Na década de 80 as carrinhas ganharam uma maior notoriedade. Muito graças à série televisiva A-Team. Quem não se recorda do personagem B.A. Baracus e da forma apaixonada como lidava com a sua carrinha? Os anos passaram. O mundo automóvel mudou completamente e a Toyota decidiu elevar as carrinhas a um patamar inovador. O modelo Tj Cruiser, mistura o conceito SUV com carrinha de carga. A nova aposta da marca japonesa é vista como o melhor de dois mundos e também como uma caixa de ferramentas com rodas.

No primeiro impacto visual destacam-se os ângulos retos. E uma dianteira que nos remete para o universo militar. Os pneus de grandes dimensões (225/50/R20) aproximam o modelo da realidade SUV. Com 4,3 metros de comprimento, 1,77 metros de largura e 1,62 metros de altura (e uma distância de 2,75 metros entre-eixos) o Tj Cruiser – que é apenas um conceito – tem um acabamento que resiste a arranhões e detritos como lama.

O Tj Cruiser é apenas um conceito mas a Toyota deverá avançar para a produção em massa

Os bancos são totalmente rebatíveis, mesmo o do passageiro da frente. Quando rebatidos, os bancos transformam-se numa espécie de soalho. E existem pontos para fixação de objetos. Nas laterais, as portas são deslizantes, tal e qual como acontece nas carrinhas. De acordo com a Toyota, é possível transportar pranchas de surf com três metros de comprimento.

Este conceito teve uma excelente aceitação junto do público que se refere ao Tj Cruiser como o melhor de dois mundos. Ou como uma prática e elegante caixa de ferramentas com rodas. Há quem levante a questão da possibilidade de conseguir competir, junto dos consumidores, com viaturas mais desportivas.

Fotos: D.R.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top