Artigo de Guilherme André
26-01-2020

Na terceira prova do campeonato de Fórmula E (E-Prix de Santiago), que decorreu no fim de semana de 18 e 19 de janeiro, António Félix da Costa conquistou o segundo lugar. Com este resultado, o português conseguiu o primeiro pódio com a nova equipa DS Techeetah. No entanto, a corrida não foi um mar de rosas entre os dois pilotos da formação francesa.

Leia ainda: Carlos Sainz e a Honda são os grandes vencedores do Dakar 2020. Português em destaque

No final da corrida, o luso demonstrou alguma frustração perante o comportamento do colega de equipa Jean-Éric Vergne. O piloto francês ficou com danos no monolugar depois de um incidente, algo que “travou” o ritmo de Félix da Costa que seguia atrás dele. Em comunicações via rádio, é possível perceber que o português estava chateado com a condução do colega de equipa.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

António Félix da Costa já tem 17 pontos de vantagem para o francês

Por fim, na conferência de empresa António Félix da Costa felicitou a equipa pelo trabalho feito ao conquistar o segundo lugar. Contudo, salientou o comportamento de Vergne e disse que este assunto será discutido internamente. O francês é o detentor do título de campeão do mundo. Como tal, tem de ser considerado o piloto número 1 da equipa. Contudo, caso o português comece a ganhar uma vantagem considerável, a equipa pode ser “obrigada” a reconsiderar a estratégia para a época. Ao fim de três provas, Félix da Costa tem 21 pontos (7º no campeonato). Já Vergne conta com apenas 4 pontos (16º no campeonato). De relembrar que a próxima corrida vai decorrer no México a 15 de fevereiro de 2020.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top