Artigo de Guilherme André
28-04-2020

Era uma questão de tempo até a Audi abandonar o campeonato de DTM. O fabricante alemão já tinha dado a entender que queria sair para se focar noutra competição em que participa: Fórmula E. Em comunicado, Markus Duesmann, Presidente do Conselho de Administração da Audi AG salienta que “a Audi modelou o DTM e o DTM modelou a Audi”. De facto, o fabricante alemão tem o melhor registo da competição ao conquistar 11 títulos de pilotos e 12 de fabricantes. Para além disso, conseguiram um total de 114 vitórias e 106 pole positions.

Leia ainda: Fórmula 1 prevê início da competição em julho

“Impulsionaremos a nossa transformação como um fornecedor de mobilidade elétrica sustentável e desportiva. É por isso que também concentramos os nossos esforços nas pistas e competimos sistematicamente pela tecnologia de ponta de amanhã”, explica Makus Duesmann. “A Fórmula E oferece uma plataforma muito atraente para isso. Para completá-la, estamos a investigar outros formatos de automobilismo para o futuro”. Acrescentou.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

Rivais da BMW também comentaram a saída da Audi do DTM

Curiosamente, os rivais da BMW também comentaram o caso e mostraram alguma preocupação com o futuro da modalidade. “Nós, BMW Group, ficamos surpreendidos com a saída da Audi do DTM” pode ler-se em comunicado. “Sempre lutamos apaixonadamente pelo futuro e pelo desenvolvimento do DTM. Agora, vamos avaliar a situação, bem como as possíveis consequências”.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top