Artigo de Guilherme André
15-04-2020

É cada vez mais evidente que o futuro do desporto motorizado vai contar com várias provas com carros elétricos. Aliás, já existem algumas, como é o caso da Fórmula E que, de ano para ano, tem cada vez mais adesão por parte das marcas, mas também pelo público no geral. Perante esta possível mudança de paradigma, Adrian Hallmark, CEO da Bentley, diz que tem interesse em seguir as tendências.

Leia ainda: TCR Europe também adere às corridas virtuais e primeira está marcada

De acordo com as declarações de Hallmark, a Bentley “está interessada em analisar as corridas de resistência com carros elétricos, o que pode contribuir para o desenvolvimento da tecnologia de baterias”. Ou seja, a marca britânica pretende utilizar a divisão desportiva para impulsionar o futuro elétrico da marca, uma medida ambiciosa, mas que faz todo o sentido.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

Bentley pode abandonar programa GT3

O fabricante de carros de luxo junta-se assim à Volkswagen, “colega” de grupo, que também já anunciou que se vai dedicar exclusivamente a carros de competição 100% elétricos. Esta sugestão de aderir a competições de endurance elétricas, pode acabar com o programa GT3. A Bentley tem uma equipa de fábrica com as cores da Continental. Mas se aderir às provas “amigas” do ambiente, o mais provável é abandonar. Ainda assim, deverá continuar a prestar apoio a equipas privadas que estejam interessadas em manter os carros da marca.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top