Artigo de Guilherme André
14-10-2019

O Automundo esteve presente no Estoril Classics, um dos maiores eventos de carros clássicos realizado em Portugal. Tal como em 2018, esta edição ficou marcada pela boa adesão do público tanto no Autódromo do Estoril como nos jardins do Casino do Estoril. Com dois dias recheados de adrenalina, raridades e sons que evocam memórias, os fãs de automóveis tiveram ainda a oportunidade de observar de perto lendas do desporto motorizado.

Leia ainda: Toyota RAV4 híbrido plug-in vai ser apresentado no Salão de Los Angeles

No paddock do Autódromo estavam presentes os mais diversos veículos. De facto, era possível encontrar desde os Mini do Trófeu Mini, aos GT que passaram por Le Mans. Para além disso, os audíveis veículos que marcaram o Campeonato do Mundo de Sport e, os grandes atrativos, os Classic F1. Ao passar de boxe em boxe, foi interessante observar que do mais velho ao mais novo, a emoção era a mesma. “É este barulho que sai dos escapes que me faz perceber o porquê de gostar tanto de desporto motorizado”, disse um dos milhares de visitantes que pintavam o circuito.

Lendas do desporto motorizado deram espetáculo no Autódromo do Estoril

Perto da hora de almoço no sábado, o Estoril Classics ofereceu mais um atrativo. Os presentes na reta da meta assistiram a uma demonstração do ex-piloto de ralis Ari Vatanen, no Opel Manta que pilotou em 1983, e Mikko Hirvonen, num Ford Focus WRC. Estes deram um verdadeiro espetáculo, com muita borracha queimada à mistura, algo que fez as bancadas vibrar de emoção.

Os fãs das duas rodas não foram esquecidos. O Spirit of Speed – FIM 70th Anniversary trouxe a Portugal várias motos que fizeram parte do Mundial de Velocidade e Mundial de Superbikes. Para além disso, Giacomo Agostini, o 15 vezes vencedor do Mundial de Velocidade, fez as delícias dos presentes ao volante da MV Agusta com que correu.

Sábado à tarde ficou marcado pelo início das provas

Passando para as provas, os HGPCA Pre-1966, máquinas que moldaram aquilo que é hoje a Fórmula 1, abriram as hostilidades. Nesta prova assistiu-se a um bom duelo pela vitória entre os dois primeiros classificados. De seguida aconteceu o Iberian Historic Endurance, um revisitar das provas de GT, Turismo e protótipos clássicos. O vencedor desta longa e dura prova, que surpreendeu pela resistência de veículos, foi um Porsche 911 3.0 RS. Aconteceu também a FIA Lurani Trophy, uma competição composta por vários Brabham, Lotus, Lola, entre outros, que deu um bom espetáculo aos fãs.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

O desfile de obras de arte sobre rodas continuou com os 100 km Sports Cars Pre-1974. Nesta categoria, o português Carlos Tavares, em Lola, terminou no terceiro lugar. Max Hilliard, em Chevron levou a melhor sobre John Spiers (Osella). No entanto, a última competição do dia pertenceu aos Grupo 1 Portugal, num intenso duelo entre carros de Turismo com mais de quarenta anos.

Desfile de carros clássicos embelezou a paisagem da Avenida da Marginal

O domingo começou com um desfile de carros clássicos pela marginal. Veículos como o Sado 550, Peugeot 205 GTI, Volkswagen Beetle, entre muitos outros, embelezaram a paisagem. O passeio teve fim no jardim do Casino do Estoril onde decorria o Concurso de Elegância. Aqui estavam expostos, por exemplo, carros produzidos antes da Segunda Guerra Mundial.

De seguida o Automundo fez-se à estrada e regressou ao Autódromo do Estoril para assistir a mais um dia recheado de corridas. Como seria de esperar, o Troféu Mini foi uma das provas mais disputadas. Assim, as máquinas muito idênticas entre si, proporcionaram um festival de ultrapassagens e lutas intensas. 

Classic F1 Pre-1986 foi o principal atrativo do Estoril Classics 2019

Ainda assim, o grande atrativo foi, sem dúvida, os Classic F1 Pre-1986, uma categoria que apelava aos sentidos de qualquer um. Desde o “cantar” dos motores, às cores que puxam pela memória, passando pela velocidade estonteante.

Veja também: Novo crossover Kia XCeed chega a Portugal e já sabemos os preços

“Quando vi que iam estar presentes os Fórmula 1 Pre-1986, tive a certeza de que não podia faltar a este evento. Tive a oportunidade de andar pelos paddocks com o meu neto e senti que tinha voltado atrás no tempo.”, salientou José Rodrigues, um dos amantes do desporto automóvel que aproveitou a ocasião para “meter o bichinho pelos automóveis” ao neto Rodrigo. Esta categoria teve direito a duas corridas, ou seja, uma de manhã e outra da parte da tarde, sendo Martin Stretton, ao volante do Tyrrell com as cores da Benetton, o vencedor em ambas.

Desfile de 60 anos Mini contou com mais de 200 veículos

Por fim, para celebrar os 60 anos da Mini, o Estoril Classics contou com mais de 200 Mini em pista com cores, formatos, gerações ou personalizações para todos os gostos. De facto, foi possível ver desde um exemplar “equipado” com uma bóia no tejadilho aos recentes Mini John Cooper Works.

Percorra a galeria e veja os melhores momentos do Estoril Classics Week:

Fotos: Guilherme André e Race Ready

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top