Artigo de Equipa Automundo
31-03-2021

Todos os olhos estão postos em Mick Schumacher. Tal como o pai, Michael Schumacher, também o jovem piloto faz a estreia na Fórmula 1 aos 22 anos. E podemos dizer que já superou o feito da lenda do automobilismo. Mas quanto a isso já lá vamos. É que antes de efetuar a estreia no Grande Prémio do Bahrein, o alemão falou sobre o peso do apelido.

Leia ainda: Estas são as 5 corridas mais marcantes da lenda alemã da Fórmula 1

“Sei o quanto pesa esse nome em todos os aspetos, mas esse peso, não sinto. É leve como uma pena para mim”, começa por dizer ao The Guardian. “Sinto-me muito privilegiado por poder conduzir com este nome. Vi somente os prós e só tive um impacto positivo disso”, acrescenta ao jornal inglês. O piloto explica ainda como vive os fins de semana de corrida. “Quando estou com o capacete não há amigos. É um campo de batalha. Todos estão a tentar obter a coroa e se não tiveres essa atitude será muito difícil”, defende.

Mick Schumacher faz melhor do que o pai na estreia na Fórmula 1

Independentemente das palavras do piloto, ninguém pode negar que todos estão a analisar ao detalhe aquilo que Mick faz na pista. Sendo que existem sempre comparações em relação ao percurso de Michael Schumacher. E neste caso, Mick já leva a melhor em relação ao pai. Michael Schumacher fez a estreia no Grande Prémio da Bélgica, a 25 de agosto de 1991. Nesse dia, o alemão não acabou a corrida. Por sua vez, Mick concluiu o Grande Prémio do Bahrein na 16ª posição.

Foi no mesmo circuito, mas em 1992, que Michael Schumacher alcançou a primeira vitória na Fórmula 1. Resta saber como será com Mick. Sendo certo que ao volante de um monolugar da equipa Haas será complicado lutar pelos lugares cimeiros de qualquer corrida.

Fotos: Reprodução Instagram

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top