Artigo de Guilherme André
31-10-2019

Miguel Oliveira já recebeu alta médica para competir no GP da Malásia de MotoGP. Recorde-se que o luso sofreu um aparatoso acidente nos Treinos Livres no circuito de Phillip Island. Ainda assim, o piloto da Red Bull KTM Tech 3 não decidiu se vai competir no domingo, já que não se sente nas melhores condições.

Leia ainda: Rallye Casinos do Algarve encerra temporada e decide campeão nacional

“Os exames médicos estão concluídos e fui considerado apto para pilotar amanhã. Mas ainda não estou bem em cima da moto, por isso vou ter de dar umas voltas antes de tomar a decisão. Talvez depois da primeira sessão de treinos livres”, salientou Miguel Oliveira à imprensa presente no circuito de Sepang.

Recorde o acidente:

“Neste momento o que mais dói são os pulsos”, afirma Miguel Oliveira

No entanto frisou os problemas nas mãos. “Depois fizeram alguns testes de resistência, mas uma coisa é apertar a mão ao médico outra é travar uma máquina de MotoGP com dois dedos ou pilotar a moto”, destacou o piloto luso. “Seja como for, não estarei a 100% e só na sexta-feira saberei se sou competitivo para rodar todo o fim de semana. O ombro está com dores desde a queda em Inglaterra. Nunca tive tempo para recuperar desde então. Neste momento o que mais dói são os pulsos”, disse Oliveira.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Por fim, falou sobre os conselhos dados pelos médicos. “Encontraram dados em alguns tendões e ligamentos e a recuperação faz-se por si mesmo, mas apenas se eu não sobrecarregar as mãos. A lesão não piora por pilotar, o único risco é que eu caia de novo, o que infelizmente aconteceu na Austrália”, terminou.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top