Artigo de Guilherme André
25-07-2019

Petter Solberg, campeão do mundo de ralis em 2003, é um dos pilotos que vai ficar na história da competição. O Rali de Gales, no fim de semana de 3 a 6 de outubro, marca o fim de uma era, mas o início de outra. De facto, o seu filho, Oliver, vai também participar nesta prova estreando-se no Mundial de Ralis.

Leia ainda: Toyota apresenta protótipo que vai defender o título mundial

Petter vai correr pela equipa Volkswagen Motorsport com o Polo GTI R5. Ao seu lado, vai estar Phill Mills, um navegador com um currículo invejável. “Será um rali muito emocional, especialmente a competir numa ronda do WRC pela primeira vez com o meu filho Oliver”, disse orgulhosamente o prestigiado piloto.

Petter Solberg deixou a sua marca no desporto automóvel

O norueguês de 44 anos vai certamente ficar na história do desporto automóvel depois de 20 anos de carreira. Olhando para o currículo, o Rali de Gales tem sido um “amuleto da sorte”. Foi onde venceu a sua primeira prova e, um ano depois no mesmo sítio, conquistou o único Campeonato do Mundo de Ralis. Para além disso, o Solberg foi campeão por dois anos consecutivos, 2014 e 2015, do Campeonato do Mundo de Ralicross. Assim, tornou-se no primeiro piloto a ser coroado Campeão do Mundo da FIA em duas disciplinas diferentes.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Petter mencionou que ainda não está “acabado”. De facto, o norueguês disse em entrevista que “vou continuar a competir em eventos importantes este ano e no futuro. Apenas me estou a retirar de campeonatos do mundo. O ano passado em WRX foi o meu último”. Terminou dizendo “eu adoro conduzir, vou sempre competir, mas chegou o tempo de tomar uma decisão sobre o futuro e escolhi parar de conduzir profissionalmente para começar um novo capítulo no meu livro”.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top