Artigo de Guilherme André
11-11-2019

Era de prever que a última prova do campeonato do mundo de Ralicross na África do Sul fosse muito disputada. Isto porque o líder Timmy Hansen tinha apenas dois pontos de vantagem face a Andreas Bakkerud e 11 pontos para o irmão Kevin Hansen. Este trio chegou à final com tudo em aberto, mas foi Bakkerud que partiu melhor e ganhou a liderança no arranque, seguido de muito perto por Timmy Hansen.

Leia ainda: Iker Lecuona substitui Miguel Oliveira no GP de Valência

Os dois fizeram as primeiras curvas do traçado completamente colados até que se envolveram num acidente. Assim, Timmy fez um pião e caiu para a penúltima posição, enquanto Bakkerud conseguiu minimizar as perdas e ficar no segundo lugar atrás de Niclas Grönholm. Neste mesmo incidente, o outro irmão Hansen também fez um pião e caiu para a última posição.

Tudo parecia encaminhado para Bakkerud vencer o campeonato, apenas precisava de levar a melhor sobre Grönholm. No entanto, o finlandês do Hyundai i20 fez uma condução irrepreensível até ao final e venceu a corrida à frente de Andreas e Timur Timerzyanov (terceiro lugar). Timmy Hansen terminou no quarto lugar seguido do irmão Kevin e Timo Scheider.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

No fim da prova, os comissários de corrida fizeram uma longa investigação sobre o incidente da primeira volta, mas acabaram por não tomar nenhuma ação. Depois de tanto suspense, os dois primeiros terminaram o campeonato com igualdade pontual (211 pontos), com o título a cair para Hansen que venceu quatro corridas contra apenas uma de Bakkerud ao longo da época.

Veja o vídeo da final:

Timmy Hansen acredita que foi uma das melhores performances da carreira

“Estou ainda em de choque. Que temporada esta. É incrível e é tudo o que desejava. Estou super feliz por ter chegado à última corrida do ano com tudo em jogo. Estou extremamente orgulhoso pela forma como me mantive calmo. Corrida a corrida, tive performances fortes, exatamente o que esperava ao vir aqui. Com uma pressão como esta, não há espaço para o menor erro e esta foi uma das melhores performances de toda a minha carreira. Parece irreal ser chamado de campeão do mundo.”, afirmou Timmy Hansen no fim da prova.

Veja também: Chefe da DTM quer criar campeonato de carros elétricos com 1000 cv

Por fim, como seria de esperar, Bakkerud ficou desiludido por perder desta forma. “Só quero agradecer muito à Monster Energy RX por todos os seus esforços este ano. Também estou orgulhoso de mim, pois dei o meu melhor. Senti que tinha ganho a batalha deste fim-de-semana, ao ter a melhor reação no arranque final. Não vou comentar mais nada sobre o incidente.”, terminou o norueguês.

Percorra a galeria e veja alguns momentos do WRX África do Sul.

Fotos: WRX Media

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top