Artigo de Guilherme André
28-11-2019

Depois da Citroën ter anunciado o ponto final na participação no WRC, era uma questão de tempo até Sébastien Ogier ser anunciado como piloto da Toyota Gazoo Racing. O seis vezes campeão do mundo de ralis vai continuar com o co-piloto Julien Ingrassia na marca nipónica. “Nos sabemos o quão forte é Sébastien e estamos ansiosos para trabalhar com ele e o Julien [Ingrassia]. Conseguir trazer um piloto deste calibre para a equipa diz muito sobre o que alcançamos em tão pouco tempo”, comenta Tommi Mäkinen, chefe de equipa da Toyota.

Leia ainda: Jenson Button ficou 17 horas no deserto à espera de assistência na Baja 1000

No entanto, as surpresas não ficam por aqui. Após sete anos com a M-Sport, Elfyn Evans vai também conduzir um Yaris WRC. O britânico, que tem demonstrado uma boa consistência nas diferentes superfícies, junta-se à Toyota GR por dois anos. “Elfyn [Evans] é um condutor que tenho andado a observar. Vimos que consegue ter velocidade para vencer em qualquer superfície, mas também sabe gerir quando é necessário conseguir pontos”, salienta Tommi Mäkinen sobre o novo piloto da Gazoo Racing.

Veja o vídeo:

Tommi Mäkinen sente que Rovanperä está pronto para dar o salto para a Toyota Gazoo Racing

Para além disso, não esquecer Kalle Rovanperä, um jovem de 19 anos de quem se espera muito. O campeão do WRC2 via ter a oportunidade de se estrear no WRC em 2020 com o fabricante vencedor em 2019. “Eu conheço o Kalle desde muito novo e sempre se percebeu que tinha algo especial. Ainda assim, tem muito para aprender, mas eu acredito que ele está pronto para dar este passo”, terminou Mäkinen.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Por fim, estas alterações têm repercussões em outros pilotos. Se por um lado Ott Tanak abandonou a Toyota para abraçar o projeto da Hyundai em 2020, Kris Meeke e Jari-Matii Latvala ficaram na corda bamba. Os dois pilotos estão, até agora, sem carro para a próxima temporada.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top