Volvo S90 T8 PHEV, a performance que sabe ser eficiente
Artigo de João Isaac
02-07-2019

Apesar da enorme procura por carroçarias SUV a que a Volvo responde com a bem sucedida família XC e da sua grande experiência no desenvolvimento de excelentes carrinhas como a nova V60, o topo de gama S90 é talvez o modelo que melhor exemplifica a mestria do design atual da marca. Combina, na proporção ideal, elegância e robustez. E isso nota-se pelos comentários de aprovação de quem com ele privou, ainda que por pouco tempo.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Quanto ao motor, também aí este S90 T8 representa o topo da oferta. Acima dos motores Diesel e do T6 a gasolina, a versão T8 alia eficiência com performance. O motor é o Drive-e 2.0 lt, um quatro cilindros a gasolina, com turbo e compressor. Em conjunto com o motor elétrico, este T8 oferece uma potência combinada de 390 cavalos. A sua capacidade de resposta é imediata. Uma disponibilidade muito bem explorada pela caixa automática Geartronic de 8 velocidades, cujo manípulo em cristal Orrefors é um dos vários detalhes especiais deste S90.

Capacidade de aceleração impressiona

Sendo um híbrido plug-in, este S90 pode ver a sua bateria ser carregada ligando-o a um ponto de fornecimento de energia. No entanto, a energia da bateria também é reposta durante as desacelerações e travagens, transformando a energia cinética em quilómetros de autonomia sem emissões. Através do grande ecrã central de infotainment, é possível selecionar um modo em que o motor de combustão carrega a bateria.

Leia ainda: Suzuki Jimny, até ao fim do mundo e mais além

Foi assim que fizemos o nosso teste do modo elétrico. Depois de cerca de 70 quilómetros percorridos, o indicador de carga dizia que a bateria estava praticamente carregada. Colocámos os quilómetros a zero e tentámos esticar ao máximo a autonomia elétrica, tendo superado a barreira dos 30 quilómetros. Neste percurso a média ficou-se pelos 8,2 lt/100 km.

Veja o vídeo deste ensaio:

 

Excelente conforto de rolamento

O S90 T8 dispõe de quatro modos de condução. Dois mais focados na dinâmica e outros tantos orientados para a economia. Para repetir o teste dos consumos, decidimos selecionar o modo hybrid – o normal, por defeito – e voltar a fazer outra centena de quilómetros sem ter carregado propositadamente a bateria. Assim, colocámos sobre os ombros deste S90 a responsabilidade de gerir da melhor forma a produção e/ou utilização da energia elétrica para concluir o percurso. Desta forma, num circuito equivalente, o computador de bordo registou uma média superior, com 9,2 lt/100 km.

Ao volante é constante a sensação de segurança e de domínio sobre a estrada. O S90 parece imune às imperfeições do piso, filtrando as irregularidades e isolando os ocupantes de pancadas desagradáveis. E isto mesmo estando equipado com enormes jantes de 19 polegadas como as da unidade ensaiada.

Se a condução em cidade é ajudada pela grande disponibilidade do propulsor e pela suavidade da caixa automática de 8 velocidades, é em autoestrada que o S90 brilha. Aqui, rola-se em absoluto silêncio e conforto, sendo uma proposta excelente para as grandes distâncias. Graças ao Pilot Assist, o S90 consegue, também, adaptar a velocidade em função dos carros que segue e manter-se ao centro da faixa de rodagem.

O painel de instrumentos de 12,3 polegadas é totalmente digital

Chegando às curvas, não se pense que o peso elevado e os quase cinco metros de comprimento o deixam desconfortável. O peso está lá, e isso nota-se nas viragens mais exigentes. Ainda assim, o S90 transmite sempre muita confiança, revelando, igualmente, uma capacidade de tração a toda a prova.

Passando ao habitáculo, aqui, o Volvo S90 não impressiona menos do que à sua passagem ou durante a condução. O tablier agrada pela sensação de robustez e serenidade que transmite e ainda pela qualidade de execução. Ao centro destaca-se o display vertical do sistema de infotainment Sensus, com ótimo grafismo e de funcionamento intuitivo. Também o painel de instrumentos de 12,3 polegadas é totalmente digital.

Veja também: Mazda 3 1.8 Skyactiv-D, um compromisso ideal entre razão e emoção

Quanto a equipamento de conforto, destacam-se elementos como o ar condicionado automático de duas zonas, os excelentes bancos com amplas regulações elétricas e função de memória e o poderoso sistema de som assinado pela Harman/Kardon.

O preço base ligeiramente superior a 75 mil euros faz do S90 T8 um carro para poucas carteiras. Mas considerando tudo aquilo que oferece a nível de eficiência, performance, conforto e segurança, bem como uma elevadíssima qualidade geral presente em todo e cada elemento que o compõe, quer-nos parecer que o preço pedido encontra mais facilmente justificação.

Preço e IUC

Preço: 81 277 €

IUC: 204,21 €

Ficha técnica

Motor e transmissão

Colocação: dianteira, transversal

Cilindrada: 1969 cc, quatro cilindros em linha

Alimentação: injeção direta, gasolina; turbo e compressor

Potência: 390 cavalos às 6000 rpm

Binário: 640 Nm entre as 2200 e as 4800 rpm

Caixa: automática de 8 velocidades

Consumo e performance

Consumo médio declarado: 2,0 lt/100 km

Consumo médio verificado: 8,2 lt/100 km

Aceleração 0-100 km/h: 5,1 segundos

Velocidade máxima: 250 km/h

Dimensões

Comprimento/largura/altura: 4963 mm/1879 mm/1443 mm

Capacidade da mala: 500 litros

Percorra a galeria e veja mais fotos do Volvo S90.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top