Artigo de Equipa Automundo
11-09-2020

Os passageiros de Uber que tenham sido denunciados por ausência de máscara durante as viagens vão passar a ter que comprovar o seu uso, com uma selfie, cada vez que requerem uma nova viagem. Este controlo é feito através dos motoristas, que poderão avaliar o comportamento do passageiro em quatro estrelas ou menos e avisar que o passageiro estava sem máscara ou que a retirou antes de chegar ao destino.

Leia ainda: Óculos com máscara? 3 dicas para não voltarem a embaciar

“Com este novo recurso, o feedback de um motorista vai ajudar a Uber a garantir a segurança do próximo motorista”, explica a empresa em comunicado. Este novo recurso vai ser aplicado numa primeira fase nos Estados Unidos e depois na América Latina. Não é certo quando chegará à Europa.

Veja o vídeo:

Clientes da Uber também podem denunciar motorista por uso indevido da máscara

No mesmo comunicado, a Uber refere que distribuiu mais de 30 milhões de máscaras por mais de 1,4 milhões de motoristas de Uber e Uber Eats em todo o mundo. Desde maio, mais de 3,5 milhões de motoristas completaram mais de 100 milhões de verificações de máscara. A obrigação de uso de máscara por parte dos motoristas da Uber está em vigor desde março.

Veja também: Apple quer lançar quatro iPhones até ao final do ano e não se fica por aqui

Da mesma forma que o motorista pode denunciar o cliente por falta de máscara, o mesmo pode ser feito pelo utilizador. Os passageiros podem denunciar o motorista se este se recusar a usar máscara durante as viagens. Ou mesmo se estiver com nariz ou boca expostos. O processo é semelhante: no momento do feedback, a avaliação inferior a cinco estrelas pode ser completada com a denúncia.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top