Artigo de João Isaac
10-09-2019

O fenómeno da autocombustão, felizmente, não é algo que aconteça com frequência. No entanto, se conduz um automóvel com motor Diesel sobrealimentado, é essencial que entenda o processo, como evitá-lo e como pará-lo, caso esse azar lhe bata à porta.

O que é a autocombustão?

De uma forma muito simplificada, e embora o termo autocombustão possa até nem ser o mais apropriado, é o que acontece quando há uma passagem de óleo para admissão do motor. Isto pode acontecer, por exemplo, quando há uma rotura de um vedante no turbocompressor. Assim, o motor começa a queimar o óleo que se destina à lubrificação e refrigeração.

Leia ainda: 10 regras importantes para transportar crianças em segurança

Esta queima do óleo acontece de forma descontrolada e o motor, não há outra forma de o dizer, acelera sozinho como se o condutor estivesse a acelerar a fundo. Este cenário assustador só termina quando se acabar o óleo ou quando o motor, inevitavelmente, ceder. Ou porque partiu ou porque gripou. Esta é a altura em que se começa a olhar para a carteira.

O que fazer perante essa situação?

Desligar a ignição é o comportamento mais lógico e deve fazê-lo. No entanto, num motor Diesel, isso não vai parar a autocombustão. Isto porque enquanto houver óleo e ar a entrar para o motor este vai continuar a acelerar até ao seu regime máximo.

Assim, depois de parar o carro em segurança, deve engrenar uma relação alta, uma 5ª ou 6ª velocidade, e puxar o travão de estacionamento. De seguida, mantendo o pedal de travão bem pressionado, deve largar rápida e decididamente o pedal da embraiagem. Outra possível solução é restringir o fornecimento de ar para o motor. Isto pode ser feito colocando um pano ou uma peça de roupa sobre a entrada de ar.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

No entanto, a melhor forma de proteger o motor do seu automóvel contra este perigo é cumprir rigorosamente com o plano de manutenção do fabricante. Não se descuide neste aspeto, pois a reparação poderá implicar a colocação de um motor novo. Um custo muitíssimo superior ao das revisões programadas.

Veja o vídeo:

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top