Artigo de Guilherme André
22-10-2019

O projeto Bloodhound esteve perto que chegar ao fim em 2018, devido a falta de fundos monetários. No entanto, o inglês Ian Warhurst salvou um trabalho que já tem mais de 10 anos de desenvolvimento e manteve o sonho em aberto. Os mais recentes desenvolvimentos mostram que o Bloodhound LSR chegou à África do Sul para novos testes.

Leia ainda: Seat & Cupra on Tour trouxe o passado e o futuro a Portugal

Segundo os engenheiros do projeto, os primeiros testes vão levar o veículo a velocidades superiores a 800 km/h, com o principal objetivo de recolher dados. Assim, pretendem analisar a performance e estabilidade. Para além disso querem perceber se tem a capacidade para abrandar tranquilamente.

Veja o vídeo:

Bloodhound LSR recebe motor a jato de um Eurofighter Typhoon

A alimentar esta máquina encontramos o motor a jato Rolls-Royce EJ200 retirado do Eurofighter Typhoon. Como se isto não bastasse, tem ainda um conjunto adicional de foguetes para tentar chegar às 1000 mph (1610 km/h). Caso isto chegue mesmo a acontecer, vai eclipsar o atual recorde de 763,035 mph (1228 km/h) conseguido pelo thrust SSC.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Apesar de toda a tecnologia de ponta que existe atualmente, o projeto inicial já tem mais de 10 anos. Ou seja, não é de estranhar a utilização de um motor V8 da Jaguar com 568 cv para bombear combustível para o motor a jato. Contudo, os mecânicos têm esperança de conseguir substituí-lo por um motor elétrico, algo que não existia há uma década atrás. Por fim, a tentativa do recorde de velocidade será feita em 2020.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top