Artigo de Guilherme André
05-08-2019

A BMW decidiu renovar o híbrido plug-in 530e oferecendo mais autonomia em modo elétrico. De facto, o Sedan passa de 61 para 66 km nesta segunda geração da tecnologia eDrive. Deste modo, há uma redução dos consumos e das emissões C02, segundo a BMW, de 20%.

Leia ainda: Estes são os carros elétricos mais vendidos em 2019

Olhando para os consumos, o 530e passa a gastar 1,6 litros de combustível aos 100 km, uma melhoria face aos 1,8 litros. Já a utilização da bateria diminui de 14,5 para 13,6 kWh. Para além disso o fabricante alemão introduziu uma nova versão, o BMW 530e xDrive, ou seja, com tração integral. Nesta versão os consumos sobem ligeiramente para 2,2 litros aos 100 km e 15,4 kWh.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Esta nova geração de híbridos plug-in do série 5 estão equipados com baterias de iões de lítio de maior capacidade face ao antecessor. Assim, os 12 kWh (anteriormente 9,2 kWh) explicam a maior autonomia em modo elétrico. Este sistema híbrido está associado ao motor quatro cilindros a gasolina 2.0 biturbo.

Veja também: McLaren 720S Spider perde a capota mas não a velocidade

Estes são auxiliados pela transmissão automática Steptronic de oito velocidades. Em conjunto, o 530e produz 252 cv e um binário de 420 Nm. No que diz respeito a performances, a versão base demora 6,1 segundos dos 0 aos 100 km/h. Já a versão xDrive demora mais uma décima, 6,2 segundos. Por fim, a velocidade máxima é de 235 km/h

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top