Artigo de Guilherme André
07-12-2019

A Volvo decidiu lançar-se no mundo dos elétricos com o XC40 Recharge. De facto, este é um grande passo para a marca sueca que já conta com toda a gama eletrificada. No entanto, Henrik Green, diretor de tecnologia da Volvo, declarou à Autonews Europe que houve alterações de última hora por causa da… Tesla. O diretor admite que a Volvo fez uma alteração, quase de última hora, relacionada com a capacidade de bateria.

Leia ainda: Este Nissan GT-R50 custa quase um milhão de euros e já tem data de lançamento

“Pensámos que tínhamos um bom equilíbiro de custo e capacidade, mas quando observámos o Model 3 dissemos: Talvez estejam certos [a Tesla]”, afirmou o Green. De relembrar que o Tesla Model 3 tem uma variante com bateria superior a 70 kWh, e por isso, “aumentámos o tamanho da bateria”, salientou.

Veja o vídeo:

Volvo XC40 tinha bateria na “casa” dos 60 kWh

Aproveitou a ocasião para revelar que o fabricante sueco tinha uma capacidade inicialmente programada perto dos 60 kWh, um valor bem inferior aos 78 kWh com que o veículo foi apresentado. “Por isso instalámos alguns módulos extras. Aumentou o preço, mas também a autonomia”, disse Green. Assim, os 400 km de autonomia do XC40 Recharge estão bem próximos dos 409 km da versão base do Tesla Model 3.

Veja também: McLaren confirma supercarro híbrido plug-in mais veloz do que o P1

Por fim, Henrik Green falou ainda das inseguranças em partir para um elétrico. “não estava tão confiante quando foi tomada a decisão há três anos” de começar a desenvolver o Volvo XC40. “Pensei que era muito mais uma aposta de risco, mas agora acredito que acertamos”, terminou.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top