Artigo de Guilherme André
21-10-2019

O mercado de carros elétricos está cada vez mais competitivo, principalmente no que diz respeito a tecnologias inovadoras. De facto, um dos principais problemas dos veículos elétricos são os valores de autonomia e, para além disso, o tempo de carga. A Piëch, marca fundada por Anton, bisneto de Ferdinand Porsche, está a patentear uma tecnologia que promete reduzir o tempo de carregamento para valores idênticos aos praticados quando se atesta um veículo a combustão.

Leia ainda: Toyota lidera a lista de marcas de automóveis mais valiosas do mundo

De facto, o carro elétrico Mark Zero, o primeiro exemplar da jovem marca, vai receber uma solução que permite o carregamento ultra-rápido das baterias. Esta permite carregar o veículo, de acordo com o fabricante, até aos 80% de carga em cinco minutos. Para tal a Piëch trabalha em conjunto com o Grupo Desten e a chinesa Qingdao TGOOD Electric, empresa especializada em baterias de carga rápida. O projeto consiste em criar um módulo capaz de garantir potência elevada, mas mantendo a temperatura baixa.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Andrew Whitworth, diretor da Desten, não revelou informações sobre o produto, ainda assim, salienta que os engenheiros criaram uma tecnologia que permite “correntes significativamente mais elevadas, quase sem gerar calor durante a carga e a descarga”.

Piëch Mark Zero vai debitar cerca de 400 cv

O Piëch Mark Zero é um veículo elétrico com um visual clássico, algo que contraria as tendências do mercado. Com as baterias localizadas no fundo do veículo, o veículo recorreu a um capot de dimensões interessantes e uma traseira cortada, algo que se pode ver, por exemplo, no Jaguar F-Type. Para além disso, está equipado com três propulsores elétricos que debitam mais de 400 cv de potência. Segundo a marca, o veículo acelera dos 0 aos 100 km/h em aproximadamente três segundos.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top