Artigo de Guilherme André
04-10-2019

A Chevrolet apresentou a oitava geração do Corvette, equipado pela primeira vez na história do modelo com motor central. De facto, desde 1953 – data de lançamento do primeiro Corvette – que o motor era montado na dianteira e a tração era traseira. Agora, a marca decidiu manter a tradição e revelou a versão descapotável, no entanto, é a primeira vez que utilizam uma capota rígida. Esta variante vai estar igualmente equipada com o V8 6.2 litros com 495 cavalos que equipa a versão base denominada Stingray.

Leia ainda: Audi RS4 Avant recebe atualização estética e tecnológica

Apesar da versão base já ter sido apresentada, a Chevrolet assume que esta geração foi desenvolvida, em primeiro lugar, como descapotável. Assim, mantém a estrutura do coupé recorrendo a peças de alta resistência. Para além disso, não esqueceram a funcionalidade ao criarem um mecanismo da capota rígida que não perturbe em demasia o espaço de arrumação.

Veja o vídeo:

Chevrolet Corvette Convertible demora 16 segundos a abrir a capota

O processo demora 16 segundos e pode ser ativado a velocidades até aos 50 km/h. Outro detalhe que não escapou neste Chevrolet Corvette Convertible foi a utilização de motores elétricos ao invés de hidráulicos. Com esta medida pretendem aumentar a fiabilidade do sistema.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

De acordo com o fabricante, o teto rígido permite um interior sem grandes ruídos e, ao mesmo tempo continua a ser visualmente apelativo com inspiração nos caças da força aérea.

Percorra a galeria e conheça a nova variante do automóvel norte americano.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top