Artigo de João Isaac
07-11-2019

O novo Citroën C5 Aircross Hybrid é o primeiro passo da marca no caminho da eletrificação. A estratégia da marca do double chevron é eletrificar a totalidade da sua gama até 2025. Assim, já durante o próximo ano, a Citroën vai apresentar novas versões totalmente elétricas e outras híbridas, juntamente com motores de combustão interna.

Leia ainda: Seat lança-se no mercado das scooters com inédito modelo elétrico

O novo SUV C5 Aircross Hybrid, de tração dianteira, utiliza um motor 1,6 lt Puretech de 180 cavalos, a gasolina, associado a um elétrico de 80 kW. A potência combinada é assim 225 cavalos e o binário máximo atinge os 320 Nm. A transmissão está a cargo da caixa automática de controlo eletrónico e-EAT8.

“Estou muito orgulhosa da revelação do novo C5 Aircross SUV Hybrid, modelo que representa a primeira etapa da nossa estratégia de eletrificação. Representa igualmente o topo da nossa oferta tecnológica, combinada com uma grande versatilidade e conforto de utilização para todos”, disse Linda Jackson, CEO da Citroën.

Chega em meados de 2020

A autonomia elétrica declarada é de 50 quilómetros, um valor que, segundo a Citroën, está bem ajustado às necessidades diárias do utilizador. A propulsão elétrica pode ser utilizada até aos 135 km/h. Quanto a tempos de carregamento, recorrendo a uma wall box com carregador de 7,4 kW, o C5 Aircross Hybrid precisa de menos de 2 horas para recuperar toda a sua carga. Numa tomada doméstica de 3,7 kW, o processo demora 7 horas.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

O novo C5 Aircross Hybrid vai ser produzido na unidade de Rennes, em França, mercado onde o seu preço base é de 39 950 euros. Não são ainda conhecidos os preços para o mercado português. No entanto, as primeiras entregas do primeiro Citroën eletrificado estão agendadas para o final do primeiro semestre de 2020.

Percorra a galeria e veja as fotos do novo Citroën C5 Aircross SUV Hybrid.

Fotos: Citroën

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top