Artigo de Guilherme André
20-04-2020

Nos últimos tempos começaram a surgir vários rumores da possibilidade de não existir sucessor do Focus RS, devido às restrições nas emissões CO2 na Europa. Isto iria implicar a criação de uma nova motorização híbrida. No entanto, a Ford confirmou à Autocar que o desenvolvimento de um sistema híbrido traria consigo custos adicionais, um fator que levou ao fim do Ford Focus RS.

Leia ainda: Triton cria SUV elétrico de oito lugares que duplica autonomia dos Tesla

“Como resultado das limitações de emissões na Europa, aumento das taxas CO2 e o custo elevado de desenvolvimento de um RS com algum tipo de eletrificação, não estamos a planear uma nova versão RS para o Focus”, afirmou um responsável da Ford à Autocar. Com esta infeliz notícia, o Ford ST vai manter-se como o topo de gama desta quarta geração do Focus. De referir que o desportivo está equipado com o motor 2.3 lt EcoBoost a gasolina. Este debita 280 cavalos e 420 Nm de binário.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

Fim do Ford Focus RS torna a sigla ST topo de gama

Ainda assim, o mesmo responsável refere que a Ford não vai esquecer as versões desportivas, bem pelo contrário. “Nós continuamos focados nos veículos da Ford Performance na Europa como parte do nosso ADN”, refere. Para além do Focus ST, a divisão desportiva da marca norte-americana também conta com o Fiesta ST, Mustang e Ranger Raptor.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top