Artigo de Guilherme André
18-11-2019

Nos carros atuais é possível perceber se estamos, ou não, a ser eficientes através do computador de bordo. De facto, para além das típicas médias aos 100 km, velocidade média, ou autonomia, alguns veículos novos já apresentam recomendações para poupar combustível. No entanto, a FIA decidiu levar isto para outro nível com o Smart Driving Challenge, um concurso para descobrir que é o condutor mais eficiente do mundo.

Leia ainda: Atualização do Honda Civic melhora imagem e o interior

Este evento pretende que os condutores se foquem em manter a distância de segurança para o carro da frente, mas também acelerar e travar de forma eficiente, dependendo das condições de trânsito. Para além disso, o desafio visa ainda as passagens de caixa e o estilo de condução com base no trânsito e condições meteorológicas. Estas são algumas das dicas que a FIA considera importantes para tornar a condução mais eficiente.

Veja o vídeo:

FIA utiliza inteligência artificial para chegar aos resultados

Para descobrir se um condutor é, ou não, eficiente, a FIA recorrer a tecnologia de ponta. Assim, cada carro que participe está equipado com uma espécie de leitor de diagnóstico instalado na entrada OBD. O produto foi desenvolvido pela Greater Than, uma empresa sueca dedicada a tecnologia. Esta está ligada à aplicação para smartphone da FIA Smart Driving Challenge, disponível para Android e IOS. O leitor faz a ponte entre o carro e a “Enerfy”, plataforma essa que monitoriza o veículo recorrendo a inteligência artificial.

Veja também: Opel Corsa, a sexta geração chega ao mercado português

Deste modo, conseguem registar os padrões de condução em tempo real e compará-los com 650 biliões de situações de condução armazenadas na base de dados (para chegar a estas informações pré-definidas foram analisados mais de 50 biliões de km de condução). Em seguida, são criadas pontuações de modo a estabelecer o ranking individual e por equipas.

Vencedor do Smart Driving Challenge é convidado para a cerimónia anual da FIA

Em suma, se considera que é um piloto eficiente, poderá inscrever-se no FIA Smart Driving Challenge de 2020 neste site. Os que forem aceites vão receber dados da edição de 2019 para começarem a treinar. Vão ter de se preparar para 14 semanas, onde os participantes vão estar distribuídos por 20 equipas lideradas por pilotos profissionais, como por exemplo Sebastien Ogier. Por fim, será feita uma final para os 12 melhores pilotos. O vencedor vai ser convidado para a cerimónia anual FIA Prize Giving Ceremony, que pretende distinguir os melhores pilotos de competição do ano.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Percorra a galeria e veja algumas imagens do desafio.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top