Artigo de Guilherme André
09-01-2020

A Fiat entra em 2020 com “sede” de eletrificação. A marca italiana decidiu apresentar os novos 500 e Panda numa versão mild-hybrid. Assim, os dois míticos citadinos são os primeiros modelos da marca no que toca a variantes com algum tipo de eletrificação. Para tal, recorrem ao motor três cilindros Firefly 1.0 lt associado a um sistema mild-hybrid de 12V.

Leia ainda: Nissan mostra novo sistema de tração integral para carros elétricos

Este motor que já equipa carros do grupo FCA, como por exemplo, o Jeep Renegade, foi ligeiramente alterado para estas versões híbridas ao ser retirado o turbo. Deste modo, chega aos 70 cavalos de potência e 92 Nm de binário, associados a uma nova caixa de seis velocidades, também novidade em ambos os modelos. De salientar que esta configuração vem substituir o “velhinho” motor 1.2 de 69 cavalos.

Veja o vídeo:

Novos Fiat mild-hybrid chegam em breve

Para além da redução nas emissões CO2 entre 20 e 30% face ao 1.2, será também mais eficiente. É aqui que entra o sistema híbrido. Isto porque esta configuração possibilita a regeneração de energia através da travagem e desaceleração. Consegue ainda desligar o motor a combustão quando o velocímetro marca uma velocidade inferior a 30 km/h. Apesar de ainda não estar definida uma data para a chegada a Portugal, sabe-se que o lançamento internacional está para breve: o Fiat 500 em fevereiro e o Fiat Panda para março. O preço também ainda não está definido.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Percorra a galeria e conheça os novos híbridos italianos.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top