Artigo de Guilherme André
15-05-2020

A Ford prepara-se para aumentar a oferta SUV na Europa. Para tal fizeram regressar um modelo já conhecido, o Ford Explorer. Este vai situar-se como o SUV maior da marca e tem como principal argumento a adesão à eletrificação. De facto, o mercado português vai receber o híbrido plug-in que conjugao motor 3.0 lt V6 EcoBoost a um propulsor elétrico. Em conjunto conferem um total de 457 cv e 825 Nm de binário, potência essa que é distribuída às quatro rodas pela caixa automática de 10 velocidades.

Leia ainda: Jeep Compass renovado chega em junho e já sabemos quanto custa

Tratando-se de um híbrido plug-in, a bateria de 13,6 kWh garante até 42 km de autonomia em modo 100% elétrico. Estes valores quase de desportivo são suficientes para impulsionar o SUV de sete lugares, visto que pesa 2466 kg. Ainda assim, ao nível de performances, de referir que a aceleração dos 0 aos 100 km/h se faz em 6 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 230 km/h.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

Ford Explorer tem mais de cinco metros e pode levar até sete pessoas

Tal como referido em cima, o Ford Explorer é um SUV de grandes dimensões. Mede mais de 5 metros de comprimento, 2 metros de largura e 1,7 metros de altura. Se por fora é imponente, este dado reflete-se no interior. Perante estes números, há bastante espaço no interior, inclusive para uma terceira fila de bancos. No entanto, quando transportar sete passageiros, a bagageira é de apenas 240 litros, um valor que sobe para 635 litros com o rebatimento da terceira fila de bancos.

Veja também: Kia mostra planos para o futuro com várias novidades elétricas

Como seria expectável, a Ford recheou o SUV com bastante tecnologia. Assim, destaque para o painel de instrumentos digital (12,3 polegadas) e o ecrã central (10,1 polegadas) que suporta o sistema de infotainment SYNC3. Para além disso, como se tem visto em alguns modelos da marca oval, o manípulo de velocidades é circular. No que diz respeito a assistentes à condução recebe Cruise Control Adaptativo, reconhecimento de sinais, assistente de manutenção na faixa de rodagem e assistente de travagem em marcha atrás. Por fim, o Ford Explorer híbrido plug-in está disponível em dois níveis de equipamento distintos. Falamos do Platinium, a mais requintada, e a ST-Line, mais desportiva. O preço começa nos 84 210 euros.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Percorra a galeria e conheça o SUV de sete lugares da Ford.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top