Artigo de João Isaac
19-09-2019

A Ineos Automotive anunciou o nome Grenadier para o seu 4×4, cuja produção vai passar por Portugal. Este é um veículo que se pretende assumir como um sucessor espiritual do Land Rover Defender. O nome Grenadier, em homenagem ao pub onde foi inicialmente idealizado, foi o escolhido após um questionário online em que participaram mais de 6 mil pessoas.

Leia ainda: Fiat veste Panda com moda Trussardi em edição exclusiva

“Estudámos várias possibilidades para a localização da nova linha de produção do Grenadier. Encontrámos vários sítios com o potencial para a receber. No entanto, decidimos ficar no Reino Unido, expressando confiança na competência da força de trabalho britânica”, refere Sir Jim Ratcliffe, chairman da Ineos Group.

Grenadier vão nascer em Estarreja

A produção do novo SUV vai decorrer numa nova unidade de produção no sul do País de Gales. Ali vão trabalhar cerca de 200 pessoas numa fase inicial, com previsão de aumento da equipa para meio milhar de funcionários a médio prazo. No entanto, para o fabrico do Grenadier, a Ineos Automotive investiu igualmente numa unidade de produção em Estarreja, na zona de Aveiro. A fábrica portuguesa vai ser a responsável quer pelo chassis, quer pela carroçaria, trabalhando em conjunto com os fornecedores europeus.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

O novo SUV vai utilizar motores Diesel e a gasolina, de seis cilindros, de origem BMW, bem como transmissões automáticas da ZF. O chassis, com arquitetura de longarinas e travessas, vai ser construído em aço. O início da produção do Grenadier está previsto para 2021.

Fotografia: Ineos Automotive

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top