Artigo de Equipa Automundo
04-09-2020

A marca automóvel de luxo chinesa Hongqi é uma autêntica desconhecida para os mais desatentos, sobretudo no ocidente, mas que deverá dar muito que falar no futuro. Já assim foi quando apresentaram no Salão Automóvel de Frankfurt dois concepts: o superdesportivo híbrido S9 e o SUV elétrico E115. E agora será mais, uma vez que o primeiro vai mesmo entrar em produção.

Leia ainda: O toque Vingador do BMW 3.0 CS de Robert Downey Jr.

Este superdesportivo híbrido vai entrar em produção já em 2021, segundo avança a CarNewsChina. E custará qualquer coisa como 1,22 milhões de euros, um valor a que não estamos habituados a associar a veículos vindos da China. E não é de estranhar já que será o veículo chinês mais caro da história. O plano da Hongqi, e que também contribuiu para este preço elevado, é comercializar um número reduzido de unidades. Serão apenas 70.

Veja o vídeo:

Dos 0 aos 100 km/h, em apenas 1,9 segundos

Ainda não são conhecidas muitas características deste S9. Sabe-se, exemplo, que terá um sistema moto-propulsor híbrido que terá por base um V8 Turbo a gasolina. A que se juntará também, naturalmente, um número ainda indeterminado de motores elétricos. O S9 exibirá uma potência máxima a rondar os 1.420 cv, o que lhe permitirá, por exemplo, acelerar dos 0 aos 100 km/h, em apenas 1,9 segundos.

Percorra a galeria e veja mais fotos do Hongqi S9.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top