Artigo de João Isaac
08-01-2020

O IUC pago a mais pelos contribuintes que tenham importado carros da União Europeia e cuja primeira matrícula seja anterior a 2007 vai ser devolvido. Os contribuintes podem pedir o reembolso do excedente pago nos últimos quatro anos junto dos serviços das Finanças. Estes têm igualmente direito ao reembolso de juros indemnizatórios.

Leia ainda: Hyundai e Uber vão aos céus com o novo concept

No que diz respeito aos casos que já estejam em tribunal, o Fisco garante que não vai dar continuidade aos processos. Segundo avança o jornal Público, no final do primeiro quadrimestre de 2019 existiam cerca de meio milhão de automóveis importados, anteriores a 2007, a circular em Portugal. Desses, são quase 130 mil os que foram matriculados depois de julho de 2007, altura em que a autoridade tributária falhou.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Novo Porsche 911 recebe edição especial dedicada a piloto lendário – Leia a notícia em www.automundo.pt – #automundoportugal #porsche #911 #porsche911

Uma publicação partilhada por automundo.pt (@automundo_pt) a

Esta decisão do Fisco surge na sequência de uma decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia. Esta entidade declarou ilegais as liquidações efetuadas. Fica assim confirmado que a lei portuguesa não estava conforme os tratados europeus. Os contribuintes nesta situação que ainda não tenham apresentado pedido de reembolso, deverão fazê-lo junto das Finanças.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Foto: iStock by Getty Images

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top