Artigo de Guilherme André
08-11-2019

No passado chegou a ser discutido o fim do Mercedes-Benz Classe G. No entanto, o lendário todo o terreno parece ter alguns anos pela frente e quem o diz é o líder da Daimler, Ola Källenius. Não deixa de ser interessante que um dos veículos que mais consome combustível na gama de modelos da Mercedes ganhe uma versão elétrica. Por outro lado, podemos ver isto como uma alternativa para não “matar” o Classe G, um dos jipes mais inconfundíveis do mercado.

Leia ainda: Toyota atualiza crossover C-HR e divulga preços para Portugal

Este anúncio vai ao encontro da promessa feita por Källenius de apresentar mais de 10 veículos 100% elétricos até 2022. O anúncio chegou ao público através da conta de Twitter de Sascha Pallenberg, responsável da transformação digital da Daimler. “Vai existir uma versão EV do Mercedes-Benz Classe G. No passado existiram discussões se devíamos ou não eliminar o modelo, mas pela maneira como vemos as coisas agora, podemos dizer que o último Mercedes a ser construído vai ser um Classe G”, declarou Ola Källenius expressando a importância do modelo para a marca.

Veja a publicação:

Já existem Classe G elétricos na Austria

Ainda assim, este não será de todo o primeiro G elétrico do mundo. De facto, a Kreisel Electric, empresa austríaca de modificações, já criou versões que trocam o combustível por eletrões. Este foi apresentado por Arnold Schwarzenegger e garante uma autonomia de 300 km. As baterias de 80 kWh alimenta o G que debita 490 cv e atinge uma velocidade máxima de 183 km/h.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top