Artigo de Guilherme André
24-06-2020

As primeiras imagens do novo Opel Mokka mostravam um carro completamente diferente ao que estávamos habituados e, diga-se, conseguiram surpreender. Nesta que é a segunda geração, primeira desde que a Opel se juntou ao Grupo PSA, estreia novos argumentos com principal destaque para a eletrificação.

Leia ainda: Novo Cupra Ateca mantém 300 cavalos, mas surge com imagem renovada

Construído sobre a plataforma CMP, a mesma do 2008, o Opel Mokka está mais dinâmico e com dimensões idênticas aos “primos” franceses. Para além disso, esta plataforma permite uma versão 100% elétrica que se vai juntar aos típicos motores a combustão. Esta vai contar com um propulsor elétrico com 136 cavalos de potência, auxiliado por uma bateria de 50 kWh que garante 322 km de autonomia.

Opel Mokka com interior cheio de tecnologia

Por fim, o interior é também completamente diferente e muito mais tecnológico. Aqui sobressai os dois ecrãs unidos, painel de instrumentos de 12 polegadas e ecrã central de 10 polegadas, ao estilo da Mercedes. Como estamos numa era digital, as primeiras imagens mostram que os botões físicos foram reduzidos ao mínimo possível. Por fim, as primeiras encomendas começam no fim do verão. Já as primeiras unidades para solo nacional só chegam em 2021. Por enquanto, ainda não há preços para o mercado português.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Percorra a galeria e conheça a segunda geração do SUV da Opel.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top