Artigo de João Isaac
23-06-2019

Passaram-se 29 anos desde o lançamento do primeiro Clio, modelo que, desde 2013, lidera as vendas europeias no seu segmento. Assim, é enorme a responsabilidade da quinta geração agora revelada, apresentação que decorreu em Portugal, na zona do Alentejo. Novo Renault Clio renova-se totalmente.

O lançamento do Clio é um primeiro passo para o plano estratégico da marca até 2022. Este contará com uma gama eletrificada, conectada e com tecnologias de condução autónoma. A quinta geração do Clio contará com uma versão híbrida e dispõe de novo sistema multimédia, bem como de sistemas de assistência à condução. Exemplos disso são o assistente de manutenção na via e o regulador de velocidade, adaptativo quando associado à caixa automática.

Leia ainda: Estes são os salários dos pilotos mais bem pagos do Moto GP

“A quinta geração do Clio é muito importante para nós. Isto porque se trata ‘apenas’ do best-seller do segmento e do segundo automóvel mais vendido na Europa. Esta nova geração do Clio recupera o que de melhor existia nas gerações precedentes. Este é o melhor de todos os Clio”, diz Laurens van den Acker, Diretor do Design Industrial do Grupo Renault.

Híbrido a caminho

Uma das grandes novidades é a estreia da nova plataforma modular CMF-B. Foi desenvolvida a pensar na integração das mais recentes tecnologias de eletrificação. Assim, quanto a motorizações, o Clio contará, já em 2020, com o híbrido E-Tech – com motor a gasolina 1,6 lt – que promete uma redução de até 40% nos consumos. A aposta no Diesel mantém-se com as versões de 85 e 115 cavalos do motor 1.5 lt Blue dCi.

Do lado da gasolina, a oferta faz-se com o motor atmosférico 1,0 lt Sce de 65 ou 75 cavalos ou com o novo 1,0 lt TCe, sobrealimentado, com 100 cavalos e 160 Nm de binário. No topo da gama, para já, posiciona-se o motor 1,3 lt TCe com 130 cavalos, exclusivamente associado à caixa EDC de 7 velocidades.

Veja também: O Toyota Supra está de regresso e nós já o fomos conhecer

Se por fora a Renault decidiu atualizar o bem sucedido design da quarta geração, aproximando-o do do Megane, por exemplo, na dianteira, por dentro a renovação foi total. Aqui, o novo Clio afasta-se muito das soluções estéticas da geração anterior. No habitáculo é, também, visível a aposta na digitalização da informação graças aos novos ecrã multimédia e painel de instrumentos digital.

A quinta geração do Renault Clio chega em setembro. Vai estar disponível uma edição limitada de 50 exemplares numerados com base na versão R.S. Line.

Percorra a galeria e veja as fotos do novo Renault Clio.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top