Artigo de Equipa Automundo
06-01-2021

O Renault Twingo Electric, o automóvel elétrico mais acessível à venda em Portugal, será comercializado com os níveis de equipamento Zen e Intens. O primeiro, pelo valor de 22.200€ e pouco mais de 18.000€ para clientes empresariais, que beneficiam da dedução integral do valor do IVA. Com mais equipamento, a versão Intens custa mais 1.000€. Sublinhe-se que a aquisição da bateria* está incluída nos preços. Agora, também 100% elétrico, o Renault TWINGO é, mais do que nunca, o rei das cidades e não apenas dos grandes centros urbanos.

Leia ainda: 5 novos modelos que chegaram ao mercado nacional em 2020

O nível de equipamento ZEN integra, entre outros itens, o ar condicionado automático, os bancos traseiros com rebatimento 50/50, o elevador de vidro elétrico com função impulsional do lado do condutor, o limitador de velocidade, o porta luvas fechado, o sistema multimédia Easy Link de 7 polegadas com replicação smartphone, os retrovisores elétricos da cor da carroçaria, os sensores de chuva e luminosidade ou o volante em couro regulável em altura. Por mais 1.000€ em relação à versão entrada de gama, o Renault Twingo Electric Intens é enriquecido com equipamentos como o sistema Easy Link 7 de 7 polegadas com navegação, o sistema de ajuda ao estacionamento traseiro + câmara de marcha-atrás, o regulador e limitador de velocidade, o banco do passageiro rebatível “one touch“, a bagageira modulável, os vidros traseiros sobreescurecidos e as jantes em liga leve de 15 polegadas.

O Renault Twingo Electric usa carregador idêntico ao do Zoe

O Renault Twingo Electric com o nível de equipamento Intens estará disponível, para clientes particulares, pelo valor de 23.200€. Já os clientes empresariais, por beneficiarem da dedução integral do valor do IVA, podem adquirir a versão entrada de gama por cerca de 19.000€. Sublinhe-se que a versão zero emissões do Renault Twingo não resulta de uma mera adaptação da proposta com motor a gasolina. Na realidade, desde a sua conceção, que a atual geração do icónico modelo foi desenvolvida a pensar em receber uma motorização 100% elétricas. Exteriormente, mas igualmente no habitáculo, são vários os pormenores que caraterizam a gama elétrica da Renault. No entanto, a irreverência, a personalidade cativante, o sentido prático e a diversão ao volante são as que fazem a história de sucesso do Twingo há quase três décadas.

Leia ainda: Suzuki Jimny, até ao fim do mundo e mais além

O Renault Twingo Electric para além de ser uma proposta imbatível nos custos de utilização, também reivindica o melhor raio de viragem do mercado (uma caraterística tão importante nas manobras na cidade) e graças à bateria de 22 kWh oferece uma autonomia de 270 quilómetros em ciclo WLTP City e de 190 quilómetros no ciclo WLTP Completo (225 quilómetros com utilização do modo Eco). O suficiente para uma semana de utilização sem carregamentos, para quem percorre uma média de 30 quilómetros diários. Mas para além da autonomia perfeitamente suficientes para as deslocações do dia a dia na cidade, destaque para a rapidez de carregamento. Na realidade, o Renault Twingo Electric, devido ao carregador idêntico ao do Zoe, pode carregar até quatro vezes mais depressa do que os seus concorrentes, nos postos de carregamento mais frequentemente encontrados no espaço público.

Percorra a galeria e veja mais fotos do novo Renault Twingo Electric.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top