Artigo de Guilherme André
05-09-2019

Depois de uma grande variedade de teasers sobre o Taycan, a Porsche apresentou o produto final. O novo modelo, criado para ser um elétrico “desportivo de alta performance”, foi apresentado em duas versões. Não deixa de ser curioso que o fabricante alemão mantenha as denominações clássicas: Taycan Turbo e Taycan Turbo S.

Leia ainda: Nissan Juke reinventa-se para prolongar o sucesso da primeira geração

A mais potente, Turbo S, debita 761 cv de potência e uns incríveis 1050 Nm de binário. Por outro lado, a versão “modesta” – Turbo – mantém o mesmo binário, contudo, reduz a cavalagem para os 680. Relembramos que, tratando-se de um elétrico, a potência é entregue de forma instantânea.

Porsche Taycan acelera dos 0 aos 100 km/h em menos de 3 segundos

Ao nível de performances, na típica aceleração dos 0 aos 100 km/h, o Taycan demora apenas 2,8 segundos. Já para atingir os 200 km/h o tempo sobe para os 9,8 segundos. Por fim, a velocidade máxima situa-se nos 260 km/h.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Para alimentar tamanha potência, a Porsche equipou o elétrico com baterias de iões de lítio com 93 kWh de capacidade. Deste modo, o Taycan consegue realizar 450 km com apenas um carregamento. Quando chega a hora de carregar, o novo modelo suporta potências de até 270 kW. Em suma, isso garante 100 km de autonomia por cada cinco minutos de carregamento.

Veja também: Lamborghini Sián recebe o primeiro V12 híbrido da marca

Para quem quiser adquirir o primeiro elétrico da Porsche, terá de desembolsar uma quantia bastante elevada. Começando pela versão Taycan Turbo, o preço começa nos 158 221 euros, enquanto no caso do Taycan Turbo S, o valor sobe para os 192 mil euros. O fabricante alemão revelou ainda que no fim de 2020 chega a primeira variante, o Taycan Cross Turismo.

Percorra a galeria e conheça o primeiro elétrico do fabricante alemão.

Fotos: Porsche

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top