Artigo de Guilherme André
27-08-2019

A PSP está a avisar os condutores para um novo esquema de burlas. A grande maioria de acontecimentos têm sido registados na capital do país e o plano passa por falsos acidentes com o objetivo de extorquir dinheiro aos condutores. Segundo a PSP, os infratores escolhem as vítimas, por exemplo, em parques de estacionamento e seguem-nas. Passado uns instantes, os suspeitos, de acordo com o comunicado, “buzinam insistentemente e tentam que estas parem para iniciar um diálogo”.

Leia ainda: Porsche Cayenne Turbo S E-Hybrid também sabe andar fora de estrada

De seguida, os burladores afirmam que as vítimas provocaram algum tipo de dano ao seu veículo. Para tornar a história mais credível, os suspeitos conduzem veículos já danificados. Em certos casos, chegam mesmo a provocar danos nos veículos das vítimas para não deixar margem de dúvida.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

O principal objetivo desta “encenação” é a extorsão de dinheiro à vítima. Segundo a PSP, os infratores dão a “desculpa” de “estar com pressa e que não podem esperar pela polícia ou pelo preenchimento de declaração amigável”. De seguida tentam um “acordo amigável” e pedem um certo valor para suportar a reparação dos danos.

PSP aconselha a recusa de qualquer tipo de acordo

Perante esta situação a PSP aconselha a que todos os condutores recusem qualquer tipo de acordo amigável. Para além disso, recomendam que se chame sempre as autoridades ao local. Assim, é a polícia a analisar o caso pelo qual está a ser acusado.

Veja também: Cupra mostra interior do seu primeiro elétrico de estrada

Por fim, “tome sempre nota dos dados da viatura” (matrícula, marca, modelo, cor) de modo a ser mais fácil o reconhecimento do suspeito. Segundo os dados revelados pela PSP, já se registaram 30 burlas usando este modo de operar. Isto resultou na detenção de dois suspeitos e a identificação de outros nove.

Fotos: ImpalaNews

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top