Artigo de Guilherme André
08-01-2020

A tecnologia está cada vez mais enraizada nos automóveis atuais. Agora, a Sennheiser, empresa especialista em produtos áudio, apresentou no CES, em conjunto com a Continental, uma tecnologia em que as superfícies do interior do carro produzem som. Assim, pode ouvir as suas músicas favoritas sem que o veículo tenha uma única coluna.

Leia ainda: Mercedes-Benz une-se à equipa de Avatar para criar carro do futuro

O projeto ainda é um protótipo, mas surge da junção da tecnologia AMBEO Mobility da Sennheiser com a Ac2ated Sound da Continental. O sistema não precisa das típicas colunas porque utiliza as superfícies do interior para criar som. Deste modo, as ondas sonoras percorrem o carro fornecendo um som limpo. Um dos pontos fortes deste sistema prende-se com a poupança de espaço e peso, face aos sistemas convencionais. Traduzindo isto para números, são poupados até 40 kg, peso esse de alguns sistemas de som topo de gama. Este novo sistema consegue utilizar entre 75 e 90% menos espaço.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

Como funciona?

O sistema tem um funcionamento semelhante ao som produzido por instrumentos clássicos de cordas, como por exemplo, um violino. Ou seja, o corpo de madeira produz a ressonância. No carro, são utilizados atuadores que estão instalados em superfícies específicas no interior do veículo para criar o som. A Sennheiser afirma que isto resulta num som extremamente natural para o condutor e passageiros, quase como se estivessem num concerto.

Veja também: Sony surpreende ao apresentar o seu automóvel elétrico do futuro

Algo que também é salientado pelas empresas é a possibilidade de surgirem novos designs de interior. Como não precisam de se preocupar com o vasto espaço para as colunas, os designers têm mais liberdade na altura da criação dos esboços. Por fim, a empresa espera que o protótipo seja produzido. Contudo, não deve chegar ao mercado antes de 2022. Até lá, os clientes vão ter de se contentar com os sistemas de som tradicionais.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top