Artigo de Guilherme André
05-09-2019

A Smart iniciou a oferta de veículos elétricos em 2007. Desde então, todas as gerações têm recebido pelo menos uma versão movida a energias alternativas. Depois de anunciar em 2018 que ia fazer a transição para “marca de mobilidade urbana 100% elétrica”, chegou o momento em que os Smart deixam de ter opções a combustão.

Leia ainda: Conduzimos o novo Mazda CX-30 com o revolucionário motor Skyactiv-X

Assim, a empresa “irmã” da Mercedes revelou os atualizados Smart EQ Fortwo (coupé e cabrio) e Forfour. No exterior os modelos recebem uma evolução no visual. De facto, a grelha não só cresce, como se posiciona numa zona mais inferior na dianteira. Destaque ainda para as novas assinaturas nos faróis e farolins. No interior as alterações são muito discretas, sendo a principal novidade, o novo sistema de infotainment.

Agora apenas com opção elétrica

Ao nível do propulsor elétrico pouco muda. O motor continua a estar montado na traseira e debita 80 cavalos e 160 Nm de binário. Deste modo o Fortwo coupé acelera dos 0 aos 100 km/h em 11,6 segundos, a versão cabrio em 11,9 e a Forfour em 12,7 segundos. Comum a todos é a velocidade máxima de 130 km/h.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Para impulsionar os pequenos citadinos, a Smart utiliza baterias de iões de lítio com 17,5 kWh de capacidade o que permite, de acordo com os dados revelados, percorrer 159 km com apenas um carregamento. Numa tomada comum de 230V o elétrico demora três horas e meia a carregar. No entanto, a marca disponibiliza, em opcional, um carregador que suporta até 22 kW, o que levaria o carregamento dos 10% aos 80% em 40 minutos.

Percorra a galeria e conheça os novos Smart EQ Fortwo, Fortwo Cabrio e Forfour.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top