Artigo de João Isaac
02-07-2019

O Passat é um dos familiares de três volumes mais bem sucedidos de sempre. Com mais de 30 milhões de unidades vendidas, a Volkswagen prepara-se para lançar no mercado aquele que é o Passat mais tecnologicamente avançado de sempre. Visualmente, quer por dentro, quer por fora, só os mais atentos vão reparar nas diferenças.

A Volkswagen introduziu apenas ligeiras alterações estéticas, modernizando o Passat sem romper demasiado com as linhas muito bem conseguidas do modelo atual. Assim, por fora, destacam-se os novos para-choques, grelha e logo Passat, colocado ao centro, atrás. Também as luzes em LED, com um diferente desenho da iluminação diurna, são novidade.

Leia ainda: Honda quer ter um dos elétricos mais divertidos do mercado

No habitáculo, a marca apostou na digitalização de vários elementos. O painel de instrumentos é integralmente digital e ao centro surge o novo e maior display do MIB3, o Modular Infotainment Matrix. Este infotainment permite, por exemplo, manter o Passat permanentemente online, bem como integrar com aplicações de smartphone via wireless. O sistema de som de 700 W é assinado pela Dynaudio. Destaque, também, para os bancos dianteiros aprovados pela AGR, associação especializada em ergonomia.

Quanto a motorizações, a oferta Diesel começa com o 1.6 TDI de 120 cavalos, seguindo-se os três níveis de potência do 2.0 TDI: 150, 190 ou 240 cavalos. Do lado dos motores a gasolina, o acesso à gama faz-se com o 1.5 TSI de 150 cavalos. O motor 2.0 TSI está igualmente disponível e com duas versões: 190 ou 272 cavalos.

Híbrido GTE com mais autonomia

O Passat GTE, a versão híbrida do familiar alemão, mantém o motor 1.4 TSI da atual geração. No entanto, foram-lhe introduzidas diversas alterações que o tornam mais eficiente. Um exemplo disso é o novo turbocompressor. Juntamente com o motor elétrico, a potência combinada do GTE é 218 cavalos. O aumento da capacidade da bateria em cerca de 30% beneficiou, igualmente, a autonomia elétrica. O Passat GTE consegue agora percorrer 56 quilómetros livre de emissões, segundo o ciclo WLTP. Sendo um híbrido plug-in, o carregamento pode também ser feito através de tomada de 2,3 ou 3,6 kW.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

O novo Passat estará disponível nas carroçarias Limousine e Variant. Esta última incluirá a versão Alltrack, apontada aos clientes de espírito mais aventureiro graças à superior altura livre ao solo. O novo Passat chega a Portugal em setembro.

Percorra a galeria e veja as fotos do novo Volkswagen Passat.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top