Artigo de Guilherme André
06-01-2020

A Volvo pode estar na eminencia de unir esforços com a Mercedes-Benz. Esta joint venture tem como objetivo desenvolver uma futura geração de motores a combustão. A possibilidade é avançada pela imprensa alemã (Automobilwoche). Esta indica que a Daimler, grupo detentor da Mercedes-Benz, está em negociações com a Geely, dona da Volvo.

Mercedes-Benz pode adicionar a Volvo à lista de colaborações

Esta colaboração pode mesmo acontecer já que as conversações estão bem encaminhadas, no entanto, temos de esperar por confirmação oficial. Por agora, nenhuma das duas partes falou sobre este acontecimento. A união de esforços não é nova na indústria automóvel, algo que tem como principais objetivos dividir custos e partilhar tecnologias. Usando a Daimler como exemplo, o fabricante alemão partilha motores Diesel com a aliança Renault-Nissan-Mitsbushi. Daqui surgem as motorizações de acesso do Mercedes-Benz Classe A.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

Leia ainda: Novo Leon em versão plug-in hybrid vai chegar aos 245 cavalos

A marca alemã é ainda aliada da Renault na construção conjunta do Smart Forfour e o Renault Twingo, ou da Mercedes Citan com a Renault Kangoo. Por outro lado, a Geely que, curiosamente, detém praticamente 10% das ações da Daimler, é também dona da Lotus. O fabricante britânico vai ser o “dador” de suspensões para a próxima geração de carros da Volvo.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

 

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top