Artigo de Equipa Automundo
08-07-2020

Sérgio Ramos é um dos jogadores com melhor ordenado nos espanhóis do Real Madrid. Tem um ordenado anual na ordem dos 10 milhões de euros. Valor mais do que suficiente para que possa comprar dispendiosos carros de luxo. Ou não fossem os bólides uma das imagens de marca dos jogadores de futebol.

Leia ainda: Renovação do Jaguar I-Pace garante menos tempo de carregamento

Da lista de carros de Sérgio Ramos fazem parte modelos da Mercedes, Audi – patrocinador oficial dos merengues que costuma oferecer modelos aos jogadores do clube – ou Porsche, apenas para dar alguns exemplos. Prestes a celebrar o 32º aniversário, algo que acontece a 30 de março, Sérgio Ramos recebeu um presente de aniversário antecipado. O irmão do jogador ofereceu-lhe um Seat 600. Que em nada se assemelha aos restantes modelos que tem guardados na garagem. “Carros clássicos nunca morrem”, escreveu o jogador na legenda da imagem que partilhou nas redes sociais e onde deu a conhecer o novo menino bonito da garagem, que é o irmão gémeo do Fiat 600.

O Seat 600 é visto como o irmão gémeo do Fiat 600

O carro destaca-se pela personalização que se evidencia nas jantes e nas iniciais e número com que joga, que podem ser vistas na lateral do carro. A pequena e surpreendente «bomba» é uma cópia do mítico Fiat 600, que foi produzido pela marca italiana entre 1955 e 1969. Com apenas 3,22 metros de comprimento, foi lançado com um preço de aproximadamente 6700 euros. Durante os anos de produção, foram feitos mais de 2,6 milhões de unidades. Sendo que o carro acabou por se tornar bastante popular nas décadas seguintes ao final da produção em fábrica. Hoje é visto como um carro de colecionador.

Leia ainda: 5 versões que marcaram os 30 anos de história do Renault Clio

Com este carro Sérgio Ramos acrescenta algo mais ao estilo que é uma das suas imagens de marca. Às tatuagens que tem espalhadas pelo corpo e à forma impiedosa de disputar cada lance, o jogador espanhol acrescenta um clássico da história automóvel. Só não pode esperar atingir grandes velocidades, algo que acontece facilmente com cada um dos restantes modelos que tem.

É que o Fiat 600 atinge apenas 95 km/h de velocidade máxima com a motorização de 633 cc. Podendo ir aos 110 km/h na versão de 767 cc. O Seat 600 tem algumas características que o distinguem do irmão gémeo. Uma delas é o abandono tardio das portas suicida (abrem ao contrário), algo que aconteceu apenas em 1970. O que revela que o modelo de Sérgio Ramos será posterior a essa data. Na galeria podes ver imagens do carro do jogador espanhol e ainda do irmão gémeo.

Fotos: Reprodução Instagram e NetCarShow

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top