Artigo de Guilherme André
31-05-2020

As estradas portuguesas vão receber mais radares até 2022. Segundo o publicado no Diário da República, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) está a preparar um investimento na casa dos 1,6 milhões de euros. De acordo com o documento, estes fundos vão ser utilizados para a manutenção dos atuais, mas também na compra de novos aparelhos.

Leia ainda: Nissan cria plano de recuperação para dar a volta à crise

Os locais de controlo de velocidade são selecionados em função da sinistralidade associada à prática de velocidades excessivas”, justifica o Governo. “O recurso à fiscalização contínua e automática do cumprimento dos limites de velocidade legalmente estabelecidos revela-se um meio eficaz para o acatamento destes limites por parte dos condutores”, acrescentou.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

Vão ser adquiridos mais 50 radares

Perante isto, o sistema de radares atual (SINCRO) é composto por 40 radares móveis distribuídos por 50 locais. A verba vai servir para manutenção das cabinas e dos cinemómetros dos 50 locais de controlo de velocidade. Bem como de todo o sistema informático. No entanto, o número de aparelhos vai aumentar. Isto porque serão comprados mais 50 radares, posteriormente instalados em 50 locais estipulados. Assim, os 1,6 milhões de euros, cerca de 539 mil euros de verba anual, pretendem tornar as estradas portuguesas mais seguras e mais controladas.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top