Artigo de Guilherme André
13-08-2019

O piloto português Pedro Lamy vai deixar de fazer parte da Aston Martin na época 2019/20 do Campeonato do Mundo de Resistência (WEC). O comunicado foi feito pela Aston Martin Racing ao apresentar os pilotos que iriam conduzir os carros #95, #97 e #98. Nesta lista deixou de constar o experiente Pedro Lamy que na época passada era um dos três pilotos ao volante do carro 98#.

Leia ainda: 15 pilotos portugueses para seguir com atenção

Os rumores começaram quando o piloto luso não esteve presente no prólogo em Barcelona no fim de semana 23 e 24 de julho. Assim, o carro que se sagrou campeão do mundo da categoria GTE AM em 2017 vai ter novos pilotos. De facto, o Vantage GTE #98 será conduzido na nova temporada por Paul Dalla Lana, Darren Turner e Ross Gunn. Por enquanto ainda não se sabe qual será o próximo passo na carreira de Pedro Lamy, que poderá até continuar em WEC, mas por outra equipa. 

Pedro Lamy tem um palmarés invejável

Pedro Lamy teve uma carreira com grande sucesso a nível internacional. Olhando para os feitos do luso, foi o segundo piloto português a disputar um GP de Fórmula 1. Para além disso, completou quatro temporadas num total de 32 Grandes Prémios ao volante da Lotus e da Minardi. No entanto, o grande ponto alto da sua passagem pela F1 foi em 1995. Neste ano, no GP da Austrália, Lamy conseguiu pontuar.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Para além disso o veterano atingiu uma marca respeitável. Lamy chegou às 20 participações na mítica prova de resistência 24 Horas de Le Mans. Para a história, fica a vitória na categoria LMGTE AM em 2012 e duas colocações no pódio da classificação geral. Por fim, Pedro Lamy venceu a categoria GTE AM no Mundial de Resistência (WEC) em 2017. Foi um dos três pilotos que conduziram o Aston Martin #98.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top