Artigo de Guilherme André
05-03-2020

A Hyundai ia utilizar o Salão Automóvel de Genebra para apresentar a novo protótipo Prophecy. Este que é uma espécie de “estudo”, expressa a nova filosofia de design da marca coreana. Por fora, mostra uma silhueta que faz lembrar alguns desportivos do mercado, nomeadamente o Porsche 911, contudo, com as devidas diferenças. Ainda assim, de referir que este concept estreia a nova arquitetura 100% elétrica, algo que deve permitir um bom espaço no habitáculo.

Leia ainda: Renault Morphoz, o protótipo que antecipa o futuro elétrico da marca

“Demos vida a mais um ícone que estabelece um novo padrão para o segmento dos veículos elétricos, além de alargar ainda mais a visão de design da Hyundai”, refere o diretor de design da Hyundai, SangYup Lee. Algo que não foi esquecido foi a aerodinâmica. De facto, O Hyundai Prophecy foi desenhado a pensar na melhor performance aerodinâmica possível, algo crucial nos veículos elétricos. Para além disso, a marca coreana instalou entradas de ar na parte inferior do para-choques dianteiro, algo que permite arrefecer as baterias de forma natural, garantindo uma maior eficiência da mesma.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

Hyundai Prophecy não tem volante tradicional

No habitáculo, a Hyundai explorou tudo o que a tecnologia tem para oferecer. Assim, como o Prophecy está equipado com condução autónoma, a marca coreana decidiu prescindir dos serviços do volante tradicional. Em substituição, surgem dois “joysticks”, um de cada lado do banco do condutor, que permitem direcionar o veículo. Para além disso, os joysticks têm vários botões integrados que permitem controlar várias funcionalidades do carro.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Percorra a galeria e conheça o protótipo coreano.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top