Artigo de Guilherme André
01-10-2019

Com a atualização do software da Tesla (Versão 10), os condutores têm agora acesso a funcionalidades como Netflix ou Youtube. Para além disso recebem melhorias no Auto Pilot e o novo sistema Smart Summon. Este último tem dado que falar pela negativa.

Leia ainda: Homens ou mulheres? Estudo revela quem é mais distraído ao volante

De um modo geral este sistema tem como principal objetivo trazer o carro para perto do dono, numa distância máxima de 60 metros e com linha de vista, sem que seja necessário condutor. No entanto, são inúmeros os vídeos amadores de pessoas que relatam problemas no sistema. Certos condutores demonstram que o veículo não consegue funcionar em zonas congestionadas, alguns provocando acidentes.

Veja o vídeo:

Tratando-se de um produto novo não é de estranhar que ainda tenha alguns melhorias a fazer. Assim, tal como demonstram os vídeos, os veículos parecem ter problemas de orientação quando se deparam com obstáculos. É quase garantido que a Tesla vai aperfeiçoar este sistema, contudo, pede-se que as pessoas tenha cuidado com esta funcionalidade.

Em caso de acidente, a Tesla diz que os condutores são responsáveis

A Tesla já se pronunciou e alerta os condutores que esta programa não é 100% autónomo. É necessário ter em atenção os restantes utilizadores da via pública e ter sempre o carro visível para evitar acidentes. Por fim, a marca norte-americana afirma que caso aconteça algo, os condutores são os responsáveis pelo ocorrido.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top