Artigo de Guilherme André
06-09-2019

O nome Alpine A110 é muito conhecido no mundo dos ralis. Em grande parte devido às várias vitórias, onde se inclui, o título de campeão de WRC em 1973. Agora, a Alpine procura atingir mais glórias com o novo A110 Rally, a nova versão de competição do modelo. Este novo A110 foi desenhado e desenvolvido pela Signatech (empresa parceira da Alpine).

Leia ainda: Subaru Impreza, o monstro dos ralis que fez sonhar uma geração

De acordo com o comunicado, utiliza o chassis em alumínio idêntico aos das versões de competição GT4 e Cup. Para suportar todo o tipo de terrenos que se podem encontrar numa prova de ralis, o A110 Rally recebe uma nova suspensão hidráulica e travões Brembo mais eficientes.

Alpine A110 Rally mantém o 1.8 litros

O motor continua a ser o quatro cilindros 1.8 litros. No entanto, recebe uma melhoria de potência ao debitar mais de 300 cavalos. Associada ao motor podemos encontrar a caixa sequencial de seis velocidades que transmite a potência às rodas traseiras. Para além disso, recebe um novo diferencial que ajuda o A110 Rally a manter a velocidade em curva.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

No interior está equipado com uma roll-cage homologada pela FIA e bancos desportivos com cinto de seis pontos de fixação. A Signatech e a Alpine continuam a trabalhar, em colaboração com a FFSA (Federação Francesa do Desporto Automóvel), na homologação do Alpine A110 Rally na categoria “FIA R-GT”. Um processo que deverá estar concluído nas próximas semanas.

Veja também: Fernando Alonso puxa pela Toyota Hilux com o Dakar 2020 em vista

Por fim a Alpine vai vender o A110 Rally a equipas privadas em 2020, com as entregas agendadas para o início do ano. O preço é de 150 000€ (em impostos e opcionais), sujeito a homologação do carro.

Percorra a galeria e conheça o regresso do nome A110 aos ralis.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top