Artigo de Guilherme André
20-03-2020

A direção da Fórmula 1 anunciou que vai lançar um campeonato virtual. A medida foi pensada para “entreter” os adeptos enquanto o covid-19 continuar a proibir os pilotos de realizar corridas reais. Referem ainda que esta série de eSports (F1 eSports Virtual Grand Prix), vai contar com alguns pilotos “reais”. Relativamente aos GP, sabe-se que estas vão realizar-se nos lugares que foram adiados. Ou seja, o primeiro será no Bahrein, já no domingo dia 22 de março. A corrida virtual vai ter 28 voltas, o que representa 50% da corrida “verdadeira”.

Leia ainda: Saiba o que aconteceu aos 1800 pneus que não foram utilizados no GP da Austrália

O objetivo passa por manter as corridas, agora de forma virtual, que estavam inicialmente agendadas, mas que foram adiadas ou canceladas pelo coronavírus. As transmissões das corridas vão passar nas contas oficiais da F1, Youtube, Twitter, Twitch e Facebook. Os jogadores selecionados para o campeonato vão utilizar o jogo F1 2019 na versão para PC. Caso haja algum GP que não estejam no jogo, serão substituídos por alternativas.

Competição eSports não conta para a classificação real de Fórmula 1

De Salientar que as corridas virtuais não contam para a classificação do campeonato do mundo real. De um modo geral é uma maneira de manter o gosto pela F1, com o atrativo de ter pilotos da atual grelha de pilotos. Será interessante perceber se os adversários, que vão ser anunciados em breve, vão conseguir dar luta.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top